Províncias

Tuberculose causa mortes no Namibe

Um total de 41 pessoas morreram, no primeiro semestre de 2017, no Namibe, vítimas de tuberculose, segundo os registos da Direcção de Saúde Pública e Controlo de Endemias da província, anunciados ontem, naquela cidade, o supervisor do Programa de Luta Contra a Tuberculose.

Mais de mil novos casos foram diagnosticados
Fotografia: Edições Novembro |

Sebastião Teles disse que comparativamente a igual período de 2016 houve um aumento de 20 óbitos.
Durante o período em análise foram diagnosticados 1.193 casos de tuberculose em toda a província, destacando-se 366 casos novos, 196 recaídas, 180 reaparecidos e 361 pacientes abandonaram o tratamento hospitalar.
O responsável manifestou-se preocupado com o elevado número de casos de abandono do tratamento por parte dos pacientes.
Os municípios mais endémicos são os de Moçâmedes e Tômbwa.

Tempo

Multimédia