Províncias

Níveis de salubridade têm de ser melhorados

Manuel de Sousa | Tômbua e João Upale | Bibala

O governador do Namibe pediu aos novos administradores municipais para melhorarem o nível de salubridade das vilas e cidades, dando primazia ao combate permanente ao lixo, para evitar doenças.

Goverrnador do Namibe disse aos administradores municipais que têm de melhorar o nível de salubridade das vilas e cidades e combaterem o lixo
Fotografia: M. Machangongo

Rui Falcão falava na tomada de posse de novos administradores, exigindo dos responsáveis  espírito de sacrifício, criatividade e eficiência para se poder atingir a eficácia desejada.“Os membros do Governo Provincial devem projectar as suas acções com realismo para o futuro que se avizinha, sendo mais criativos e ágeis na procura de soluções estruturantes que perdurem para o progresso e bem-estar colectivos.”
O governador do Namibe disse ser preciso haver higiene pública que facilite a vida aos cidadãos e explicou que para  se poder exigir da população é necessário que se criem condições, não basta dizer para não se pôr lixo na rua. “Se não colocarmos cestas ou contentores nas ruas para as pessoas depositarem o lixo dificilmente a nossa mensagem será acatada.”
Em relação às metas a atingir com o Plano Nacional de Desenvolvimento 20013-2017, o governador destacou a captação de água para as populações, o abeberamento do gado e a produção agrícola, combatendo-se, desta forma, a seca que está a fustigar a região.
“São acções que não podem ser encaradas com  espírito de rotina ou realizadas por mera acção da inércia”, disse, exortando  os novos responsáveis para , em primeiro lugar, trabalharem para satisfazer as necessidades básicas das populações.
Rui Falcão prometeu dar solução ao fornecimento de energia eléctrica para o consumo domiciliar, referindo-se à necessidade de se criarem reservas energéticas para o desenvolvimento da indústria, garantindo emprego estável e de qualidade aos cidadãos nacionais. O governador aconselhou o uso das novas tecnologias para melhorar a iluminação pública nas sedes municipais, experiência já feita o ano passado com resultados positivos, libertando mais energia térmica para rede domiciliar.

Município do Tômbua

O novo administrador do Tômbua pediu aos munícipes para colaborarem de modo a  ultrapassar-se as grandes dificuldades que a população enfrenta. José Tchindongo, que falava pela primeira vez na qualidade de administrador municipal, disse que o momento exige de todos espírito de unidade e trabalho para que as metas e objectivos preconizados sejam alcançados.
“Devemos continuar o trabalho realizado para que o município do Tômbua alcance o seu potencial económico, com a sua agenda social e de solidariedade comunitária, bem como a promoção da realização académica e profissional dos jovens”.
Das acções para este ano, disse, está previsto o início das obras de controlo das cheias do rio Coroca, a reabilitação de infra-estruturas, reforço do abastecimento de água, construção do largo Saydi Mingas e acompanhamento dos grandes projectos de energia eléctrica. Também vão ser abertas furos de água e adquiridos contentores para a recolha do lixo  e vão ser construídos duas escolas, um mercado e centros de saúde na povoação do Pediva.
Para o combate à desertificação e para revitalizar o Parque Nacional do Iona, prevê-se uma acção que visa educar a população para a conservação da cortina florestal, incrementar a plantação de árvores e fixar de paliçadas.
O sector das Pescas, disse José Tchindongo, vai voltar a ser o que era, indo desencadear-se estudos sérios de carácter técnico e científico, com vista a identificar os problemas e propor medidas estruturantes e sustentáveis para a sua solução definitiva. O administrador cessante, João Guerra de Freitas, nomeado para exercer as mesmas funções na administração municipal do Namibe, pediu à população do do Tômbua que ajude o novo administrador com vista a vencer as dificuldades e dar sequência a todo um trabalho que vinha sendo feito com vista à melhoria da qualidade de vida das populações. 
A vice-governadora da província do Namibe para a Área Política e Social, Maria dos Anjos Mahove, pediu mais entrega a todos os munícipes para que se possa dar passos gigantes para o desenvolvimento socioeconómico da província.

Mais água para a Bibala


O novo administrador da Bibala, Luís Manuel de Boavida Savazuka, prometeu melhorar a qualidade e distribuição da água distribuída à população. Luís Savazuka disse que vai avaliar as condições de funcionamento dos pontos e furos de água para abastecimento dos munícipes e abeberamento do gado, bem como o aumento da malha agrícola e promete assegurar o fornecimento de energia eléctrica particularmente aos bairros periféricos.
O admirador da Bibala acrescentou querer ver melhoradas as vias secundárias, incluindo as dos bairros mais populosos, os pontos de lazer para a juventude e a construção de passeios e lancis e de sarjetas para o escoamento das águas residuais.
Luís Savazuka admitiu que a administração municipal vai continuar a dar atenção aos sectores da Educação e Saúde, manifestando o desejo de apoiar os jovens professores e enfermeiros, sobretudo os que trabalham em áreas de difícil acesso. 
O vice-governador para a Área Técnica e Infra-estruturas, António Correia, recomendou ao novo administrador um forte empenho no combate à pobreza, à seca e na melhoria da Educação e Saúde.

Tempo

Multimédia