Províncias

Novas estações de comboio em carteira

Os trabalhos de reabilitação e modernização do Caminho-de-Ferro de Moçâmedes (CFM) prevêem a construção de 56 estações de diversas classificações, ao longo dos 907 quilómetros de traçado ferroviário.

Os trabalhos de reabilitação e modernização do Caminho-de-Ferro de Moçâmedes (CFM) prevêem a construção de 56 estações de diversas classificações, ao longo dos 907 quilómetros de traçado ferroviário.
O director do Instituto Nacional do Caminho-de-Ferro de Angola (INCFA), Júlio Bango Joaquim, disse tratarem-se de estações de primeira, segunda e terceira classes, que estão a ser implementados em distintos pontos do CFM.
De acordo com o director do INCFA, o projecto prevê a colocação de novos tramos, que serão assentes sobre travessas de betão armado, a construção de novas pontes e pequenas passagens hidráulicas, destruídos e degradados ao longo de todo o traçado, bem como a implantação de um novo sistema de sinalização e telecomunicações, com a colocação de cabos de fibra óptica no trajecto.
Disse que um dos principais pontos que marcou o início da execução do projecto na primeira fase foi o processo de desminagem em todo o traçado da linha Matala/Menongue e Entroncamento/Dongo/Jamba/Chamutete, dando possibilidade aos técnicos de começar com a abertura de estradas alternativas ao longo do traçado ferroviário para o apoio à intervenção da linha.
A remoção dos antigos tramos e consequente ampliação, compactação, rectificação do raio das principais curvas do perfil da linha, trabalhos de levantamento topográfico e execução de desenhos (anteprojectos) dos perfis da via, entre outros, constaram das actividades.
O troço Matala/Dongo/Dongo Novo/Entroncamento já recebeu a colocação de novos tramos e a respectiva balastragem, permitindo aos comboios circularem neste troço a uma velocidade máxima de 80 quilómetros por hora. Na linha foram instalados cabos de fibra óptica, construção de valas de drenagem e oito estações, sendo duas de primeira classe, na Matala e Entroncamento, uma de segunda, no Dongo, e as restantes cinco de terceira classe, em outras pontos do troço, aguardando pelos acabamentos.
Fundada a 28 de Setembro de 1905, a empresa dos Caminhos-de-Ferro de Moçâmedes tem a sua sede na cidade do Lubango e as suas infra-estruturas partem da cidade do Namibe até à cidade de Menongue, na província do Kuando-Kubango.

Tempo

Multimédia