Províncias

Novo centro de hemodiálise no Lobito

Jesus Silva | Lobito

O Hospital Regional do Lobito, na província de Benguela, vai dispor, a partir do próximo mês de Setembro, de um centro de hemodiálise, soube na quarta-feira o Jornal de Angola, durante uma visita do governador Isaac dos Anjos às obras de construção da referida unidade.

Os novos serviços do Hospital Regional do Lobito vão ajudar as autoridades a poupar gastos em tratamentos fora da província de Benguela
Fotografia: Jornal de Angola

O centro, com as obras praticamente concluídas, está apenas à espera da inauguração, durante as festividades do centenário da cidade do Lobito, a 2 de Setembro.
A unidade, que possui capacidade para 70 camas, vai ajudar as autoridades governamentais a poupar gastos com muitos cidadãos, principalmente com patologias renais, que estão a ser tratados em clínicas de Luanda e no estrangeiro.
A par disso, o governador anunciou a melhoria das vias de drenagem do Lobito, no sentido de mudar a imagem da cidade.
Isaac dos Anjos deu prioridade, durante a sua visita de campo, aos serviços administrativos e empreendimentos de âmbito social, com destaque para as áreas da saúde, educação, habitação, energia e águas.
O governador visitou igualmente a nova centralidade do Lobito, erguida na zona alta da cidade, com três mil fogos habitacionais e cuja entrega está para breve, o condomínio “Tambarino”, com edifícios para trabalhadores da Sonangol e para outras pessoas interessados, assim como o projecto habitacional da Cabaia, onde já estão construídos três prédios pela seguradora AAA.
Isaac dos Anjos deixou ordens claras quanto à necessidade de se preservarem as questões ligadas ao sector agrícola, tal como devem ser indemnizados os camponeses que trabalhavam naquelas paragens.
Em próximas visitas ao município, o governador vai encetar contactos com os empresários, no sentido de conseguir acordos que visem o desenvolvimento do Lobito e o bem-estar da sua população. As autoridades querem aproveitar as potencialidades agrícolas e industriais dos municípios do Lobito, Benguela, Catumbela, Baia Farta, Dombe Grande, Bocoio e Balombo, para o desenvolvimento da província de Benguela.

Tempo

Multimédia