Províncias

Novo complexo residencial na província de Benguela

Um condomínio habitacional para mais de 70 famílias está a ser construído à beira da Estrada Nacional 100, entre os municípios do Lobito e Benguela, com vista a tornar o perímetro do Estádio Nacional de Ombaka urbanizado.

Novo complexo residencial de Benguela vai albergar mais de 70 famílias
Fotografia: Domiano Fernandes

Um condomínio habitacional para mais de 70 famílias está a ser construído à beira da Estrada Nacional 100, entre os municípios do Lobito e Benguela, com vista a tornar o perímetro do Estádio Nacional de Ombaka urbanizado.
Denominado “Benguela Residence”, o complexo vai ter 78 vivendas do tipo T3 para pessoas de alta renda, bem como seis edifícios interligados, de dois andares cada, reservados para cerca de 34 escritórios e lojas diversas.
O projecto é de iniciativa privada e surge para apoiar a intenção do Governo angolano de construir um milhão de casas sociais para a população até 2012.
Começou a ser executado em Setembro de 2008 pela empreiteira Casais Angola e deve estar concluído no final do próximo ano, de acordo com o encarregado geral da obra, José Ribeiro.
Em declarações à Angop, o responsável informou que as casas são de modelo único e vão estar disponíveis para a população totalmente acabadas e apetrechadas.
“Os seis edifícios ficam prontos em Março e as primeiras 36 habitações em Maio de 2010”, revelou.
Todas as moradias, disse, vão ter dois quartos normais, uma suite, duas casas de banho, cozinha, sala, despensa, garagem para três carros, varanda e lavandaria.
Além das casas, escritórios e lojas, o Benguela Residence vai ter escola, posto de saúde, campo desportivo multiuso, piscina, espaços de lazer, jardins, entre outros.
Localizado na zona do 27, o condomínio está a ser implementado numa área de aproximadamente dez mil metros quadrados, através de um financiamento estimado em cerca de 76 milhões de dólares.
O projecto contempla ainda a criação de mais de 20 ruas (asfaltadas, sinalizadas e iluminadas), água potável ao domicílio, redes de drenagem e esgoto, um parque de estacionamento para mais de 20 viaturas e a plantação de árvores.
A sua fachada frontal dá para a estrada Lobito/Benguela e a traseira para o mar. É o segundo complexo residencial em construção junto ao Estádio de Ombaka, à beira da Estrada Nacional 100.
O primeiro pertence à Caixa de Segurança Social das Forças Armadas Angolanas (FAA) e está a ser edificado desde 2008, no lado oposto da Estrada Lobito/Benguela, abarcando 150 casas do tipo T2, cem das quais já acabadas.
Pelo menos 150 casas sociais, destinadas a militares das Forças Armadas Angolanas (FAA) e suas famílias, vão ser inauguradas no próximo ano, na província de Benguela, soube, ontem, a Angop, de fonte ligada ao projecto.
Promovida pela Caixa de Segurança Social das Forças Armadas Angolanas, o projecto previa inicialmente cem casas, tendo sido alterado pela necessidade de se explorar melhor o espaço onde está a ser implementado e abranger mais famílias que carecem de habitação.
Entre outros compartimentos as 150 residências, do tipo T2, T3 e T4, possuem entre dois e quatro quartos, duas casas de banho, igual número de salas, cozinha e quintal. Neste momento estão prontas cerca de 90 habitações do primeiro lote, enquanto as últimas 50 encontram-se em estruturação.

Tempo

Multimédia