Províncias

Novo governador do Bié promete combater a pobreza

Delfina Victorino| Kuito

O novo governador da província do Bié, Álvaro Boavida Neto, prometeu, segunda-feira, combater a fome, pobreza, construir escolas, estradas, pontes e garantir o abastecimento de água, energia e garantir a assistência médica a medicamentosa, durante o seu consulado.

Álvaro Boavida Neto
Fotografia: Jornal de Angola

O novo governador da província do Bié, Álvaro Boavida Neto, prometeu, segunda-feira, combater a fome, pobreza, construir escolas, estradas, pontes e garantir o abastecimento de água, energia e garantir a assistência médica a medicamentosa, durante o seu consulado.
Boavida Neto teceu estas considerações durante a sua apresentação, tendo deixado expressa a sua disponibilidade de dinamizar o sector produtivo agrícola e industrial.
O governante pediu à população espírito de compreensão, paciência, colaboração e muito trabalho, incluindo dedicação e espírito de sacrifício.
O novo governador disse que vai prestar atenção especial à estabilidade familiar, privilegiando a criança e a juventude.
O combate à violência familiar, à delinquência juvenil, à luta contra as drogas e o alcoolismo, o VIH/Sida e a preservação do ambiente fazem igualmente parte da agenda de trabalho do novo governador.
Durante a sua apresentação à população, aquele governante explicou que respeita as diferenças de ideias, os diplomas legais vigentes no país, valoriza a vida humana e a solidariedade, bem como a justiça e o progresso social.
Defende um governo disciplinado, participativo e transparente, pelo facto de estar consciente de que o êxito da sua missão governativa depende da harmonia espiritual entre a população e os governantes.
O ministro da Administração do Território, Virgílio de Fontes Pereira da Silva, realçou ser importante a colaboração da população no sentido de haver avanços nos trabalhos a serem executados.
As tarefas do novo governante têm como fim último melhorar as condições de vida da população desta localidade, aclarou o ministro da Administração do Território.
O ministro reconheceu as actividades desenvolvidas pela anterior governante, apesar do tempo ser insuficiente.
  A governadora cessante, Cândida Celeste da Silva, desculpou-se dos erros cometidos e agradeceu a colaboração e confiança depositada pela população durante o seu mandato à frente dos destinos da província, num período difícil da reconstrução das feridas da guerra.
Respeito, transparência e honestidade foram as palavras transmitidas pela governadora cessante ao entregar as pastas.
Cândida Celeste agradeceu a contribuição prestada pelos membros do Governo, entidades judiciais, empresários, parceiros sociais, trabalhadores dos sectores público e privado, que continuam a trabalhar para a restauração das infra-estruturas sociais, económicas, políticas e culturais na província do Bié a favor das populações.

Tempo

Multimédia