Províncias

Plano director dos transportes é traçado na cidade do Soyo

Jaquelino Figueiredo| Soyo

 O director provincial dos Transportes, Correios e Telecomunicações do Zaire, Jeremias Timóteo, afirmou na sexta-feira no Soyo, que o seu pelouro vai elaborar um Plano Director, que passa por uma estratégia do sector para o desenvolvimento da província.

 
O director provincial dos Transportes, Correios e Telecomunicações do Zaire, Jeremias Timóteo, afirmou na sexta-feira no Soyo, que o seu pelouro vai elaborar um Plano Director, que passa por uma estratégia do sector para o desenvolvimento da província.
Para ele, a dinamização do sector que dirige deve basear-se na visão estratégica de desenvolvimento do ramo, no sentido de garantir um serviço aceitável às populações e que integre a província do Zaire no contexto nacional.
Jeremias Timóteo, que falava à margem da abertura do I Conselho Consultivo Alargado da direcção provincial dos Transportes e Telecomunicações do Zaire, defendeu a promoção de um clima organizacional que encoraje a reavaliação das normas operativas vigentes.
O interlocutor defendeu que deve haver maior dinamização do sector dos Transportes, Correios e Telecomunicações, visando a reorganização e modernização do sector, baseando-se em instrumentos de gestão dos serviços públicos.
Durante dois dias, osparticipantes no seminário estão a abordar temas como “Plano nacional dos serviços de transportes colectivos rodoviários”, “Reestruturação e modernização da Marinha Mercante e Portos”, “Reestruturação do sistema de transportes aéreos, “Gestão profissionalizada das empresas do sector empresarial privado” e “Perspectivas para o sector”.
“Os recursos humanos são tidos como pilar do sucesso de qualquer actividade, por isso a sua formação deve constituir uma missão obrigatória para que se possa alcançar a dinamização que se pretende no sector”, disse Jeremias Timóteo.
Par a materialização dos objectivos do sector, Jeremias Timóteo disse que são necessárias pessoas capazes, organização e tecnologia.
Participaram no I Conselho Consultivo responsáveis da Capitania do Porto do Soyo, do Porto Comercial, da Enana, da Angola Telecom, da Movicel, da TAAG, dos Correios e de empresas de transportes rodoviários.

Tempo

Multimédia