Províncias

Primeiras casas são habitadas ainda este ano

José Chaves | Andulo

A centralidade do Andulo, construída no âmbito do Programa Nacional de Habitação de 200 casas para cada município, conta com 172 apartamentos concluídos e começa a ser habitada a partir do primeiro trimestre deste ano, anunciou ontem o governador provincial do Bié.

Fotografia: JAIMAGEM

Boavida Neto disse que a nova centralidade é um projecto que se enquadra no Programa Nacional de Habitação, traçado pelo Executivo com vista a diminuir o problema da falta de casas, principalmente no seio da juventude e de funcionários públicos.
Os prédios da centralidade são de três pisos e do tipo T3. Na segunda fase vão ser construídos  edifícios habitacionais modernos, hospitais, escolas, quadras desportivas multiusos e uma rede viária com cinco quilómetros, mercados, centros comerciais e outras estruturas.
O projecto da nova cidade, construída numa reserva de 72.235 hectares, onde foram desminados 164 hectares, consta igualmente do Programa de Investimentos Públicos (PIP), com vista ao desenvolvimento social e económico da província do Bié.  O projecto engloba postos de saúde, parques de estacionamento, creches, lojas, escolas, igrejas, postos policiais, entre outros estabelecimentos. Na província do Bié estão ainda em construção duas centralidades, sendo uma no município do Andulo, com mil fogos habitacionais, e outra na cidade do Cuito, com seis mil.

Tempo

Multimédia