Províncias

Primeiros dias de aulas com pouco absentismo

Os primeiros dias de aulas, após duas semanas de pausa pedagógica, em Mbanza Kongo, província do Zaire, foram marcados com a afluência de um número considerável de alunos e professores nas escolas, constatou a Angop.

Alunos e professores regressaram em massa após a pausa
Fotografia: Domingos Cadência | Edições Novembro

Numa ronda efectuada pelas diferentes instituições de ensino geral, foram notáveis as batas brancas a colorirem às salas de aula.
O director da escola do II ciclo do ensino secundário do Tuku, Pedro Guilherme Raio, disse que, ao contrário das pausas pedagógicas anteriores, desta vez os alunos compareceram em massa, incluindo o corpo docente.
“Penso que os pais e encarregados de educação jogaram um papel pedagógico fundamental, para convencerem os seus educandos a dirigirem-se às escolas, nestes primeiros dias de retorno às aulas”, disse.
A escola do II ciclo do ensino secundário do Tuku conta com 2.027 alunos no presente ano lectivo, distribuídos em dois períodos: manhã e tarde.
O director pedagógico do Instituto Médio de Administração e Gestão (IMAG), Faustino Filipe Dias, reconheceu que, ano após ano, o comportamento dos alunos tende a melhorar.
“Antes, muitos alunos faltavam às aulas depois da pausa pedagógica, mas vê-se, agora, um cenário completamente diferente”, regozijou-se. A instituição inscreveu 1.564 alunos no presente ano lectivo.
A subdirectora pedagógica da escola primária 07, no bairro Martins Kidito, Ana Kialanda, aplaudiu a iniciativa dos pais em levar os seus filhos à instituição, nestes primeiros dias do reinício das aulas. Ana Kialanda apelou para que este gesto seja contínuo no futuro, cumprindo-se, assim, com a assiduidade e pontualidade, visando a melhoria no processo de ensino, e lembrou que neste ano lectivo estão matriculados na instituição 1.875 alunos.

Tempo

Multimédia