Províncias

Privilegiados projectos sociais

As autoridades administrativas do Cubal vão dar prioridade aos projectos sociais, anunciou ontem o chefe de repartição local de estudos, planeamento e estatística.

Encontro do conselho de auscultação e concertação social do Cubal recomendou a construção de mais obras nas zonas rurais
Fotografia: Jornal de Angola

As autoridades administrativas do Cubal vão dar prioridade aos projectos sociais, anunciou ontem o chefe de repartição local de estudos, planeamento e estatística.
A Administração Municipal, disse, dispõe de cerca de 214 milhões de kwanzas para a concretização de 12 projectos sociais.
José Ekupi, que falava no conselho de auscultação e concertação social do município, afirmou que os projectos se destinam ao saneamento básico, à distribuição e fornecimento de energia eléctrica, à fiscalização e transporte e à construção de um mercado.
Os membros do conselho aprovaram a construção de duas escolas do ensino primário em zonas rurais e de seis salas no Instituto Médio de Saúde (IMS), bem como as obras de acabamento do jardim municipal.
Também aprovaram a compra de equipamentos para 18 salas ainda a construir e utensílios de trabalho para apoiar a agricultura familiar, a sinalização rodoviária da zona urbana e estudos de acções a desenvolver em 2013. />O administrador municipal realçou a importância dos projectos se enquadrarem no programa de combate à pobreza.
António Saraiva disse que devem ser cumpridas com rigor as acções agendadas para o exercício económico 2013 e pediu que se reflicta sobre os problemas da população para se encontrarem soluções.
Dos programas aprovados para o Balombo para o exercício económico de 2013 constam a construção de três postos de saúde e igual número de casas para técnicos locais, a aquisição de três ambulâncias, de outras duas viaturas e de medicamentos, bem como a formação de 65 técnicos do sector.
A construção de cinco escolas do ensino primário, com um total de 32 salas, a ajuda a famílias camponesas com gado para tracção e sementes, e a criação de zonas verdes foram outras medidas aprovadas.
Os elementos do conselho de auscultação e concertação social foram informados sobre a instalação, em breve, do programa de água no Balombo.

Tempo

Multimédia