Províncias

Problemas de má nutrição estão a ser melhor geridos

Um total de 3.449 casos de malnutrição em crianças dos seis meses aos cinco anos foram registados pela Direcção Provincial da Saúde em Benguela entre Janeiro e Setembro deste ano, o que representa menos de 6.146 em relação ao mesmo período de 2014.

Má alimentação está na origem da doença
Fotografia: Eduardo Pedro

A supervisora provincial do Programa de Nutrição em Benguela, Flora Calivangue, disse que dos casos registados, 273 resultaram em óbitos, numa altura em que se notificaram 1.864 casos de malnutrição moderada.
Para descongestionar as enchentes nas instituições hospitalares e atender os casos que precisam de internamento, Flora Calivangue disse que estão disponíveis seis unidades especiais de nutrição e 57 programas terapêuticos para pacientes ambulatórios.
A supervisora provincial considerou que são preocupantes os casos de chegada tardia de doentes às unidades hospitalares, alguns em estado muito grave, o que tem resultado na morte de muitas crianças. Flora Calivangue lamentou o comportamento de muitas famílias que procuram primeiro os tratamentos tradicionais e só depois, em situações complicadas, acorrem aos hospitais ou buscam o aconselhamento de técnicos da saúde. A supervisora do Programa de Nutrição em Benguela apontou o desmame precoce, a má alimentação dos menores antes dos seis meses de idade, o consumo de água não tratada e os problemas culturais e de crenças como as principais causas da malnutrição.
Para a redução dos casos de malnutrição, o sector trabalha em programas radiofónicos, para aconselhar e prevenir a doença, além de promover palestras nas igrejas e nas comunidades.

Tempo

Multimédia