Províncias

Professores no Bailundo com mais conhecimentos

Justino Vitorino | Bailundo

Directores e professores do ensino primário, I e II ciclos do ensino secundário no município do Bailundo,  na província do Huambo, participaram terça e quarta-feira numa acção de formação para aprimorar os conhecimentos relativos ao processo e fortalecimento do vínculo família-escola.

Fotografia: Daniel Benjamim| Edições Novembro

O presidente da Associação de Apoio Psico-Social, Hélder Filipe Sacuema, explicou ao Jornal de Angola que a formação teve   como objectivo analisar matérias relacionadas aos principais problemas que retardam a qualidade de ensino e aprendizagem nas comunidades e foi uma iniciativa da Associação de Apoio Psico-social da Repartição Municipal da Educação.
Hélder Filipe Sacuema disse que  a acção formativa capacitou os docentes para que possam gerir pessoas na perspectiva de maximizar os resultados preconizados, assim como contribuir para o sucesso do processo de ensino e aprendizagem.
Foram abordados temas ligados às dificuldades de aprendizagem na escola, vinculação da família na escola, para a melhoria da qualidade do processo de ensino e aprendizagem,  políticas e práticas de ensino, orientação dos programas de aceleração do sistema regular, construção do pensamento matemático, ensino de leitura, sistemas de avaliação, valorização dos recursos humanos, sistema integrado de gestão de recursos humanos, entre outras.
A estruturação metodológica, perfil do professor, fases de ensino, objectivos e os procedimentos de uma sala de aula, temáticas ligadas à avalização da aprendizagem e à legislação laboral fizeram, igualmente, parte da lista dos temas abordados durante o encontro.
O moderador  Celestino Utengui pediu aos participantes para aplicarem os conhecimentos adquiridos ao longo da formação, tendo em conta que o funcionamento com sucesso do sector da Educação passa, necessariamente, pela preparação pedagógica e científica dos professores. Na sua intervenção, Celestino Utengui exortou os professores  a terem o máximo de cuidado na transmissão dos conhecimentos, visto que “se a criança não estiver bem formada o futuro do país está comprometido.”

Tempo

Multimédia