Províncias

Programa beneficia crianças do Chitato

Armando Sapalo

Mais de sete mil crianças em idade escolar de diferentes instituições de ensino primário do município do Chitato, na Lunda-Norte, receberam sexta-feira mosquiteiros impregnados com insecticidas, no âmbito do programa “Stop Malária” , promovido pela operadora de telefonia móvel Unitel.

Desenvolvidas várias acções para combater a malária
Fotografia: Maria Augusta | Edições Novembro

Realizada, em parceria com a apresentadora Sónia António, da Televisão Pública de Angola (TPA), a actividade visa fundamentalmente reforçar as acções de sensibilização e prevenção da malária no seio da comunidade estudantil.
Presente na cerimónia, o governador provincial da Lunda-Norte, Ernesto Muangala, reconheceu a importância da iniciativa no combate à doença, que é considerada a principal causa de morte em Angola.
Ernesto Muangala, que também é médico de formação, afirmou que o combate à malária constitui prioridade na agenda de governação do Executivo angolano, em coordenação com os seus parceiros, entre os quais a operadora Unitel.
O governador defendeu a necessidade de se aumentar os recursos financeiros e humanos, dos produtos e dos investimentos em infra-estruturas sanitárias que permitem controlar e eliminar a malária, uma doença que é potencialmente mortal, com maior vulnerabilidade nas crianças e mulheres.
Ernesto Muangala enfatizou que os projectos estruturantes no sector da Saúde continuam a ser desenvolvidos pelas autoridades locais, por via da expansão da rede sanitária e da formação de técnicos, para se evitar a propagação do paludismo.
O responsável destacou a construção e a entrada em funcionamento do Hospital Provincial Materno Infantil, no distrito urbano do Mussungue, na cidade do Dundo.
A infra-estrutura, com capacidade para 100 camas, está dividida em áreas de internamento pediátrico, materno-infantil e neo-natal, segundo o governador.

Tempo

Multimédia