Províncias

Programa de Extensão Rural beneficia milhares de famílias

Pelo menos, 17.550 famílias camponesas da Chibia foram inseridas, este ano, em actividades produtivas, disse, na segunda-feira, à Angop, o director da Estação de Desenvolvimento Agrário (EDA).

Agricultores têm recebido vários apoios para aumentar a produção no âmbito do programa do Governo de combate à fome
Fotografia: Jornal de Angola

Pelo menos, 17.550 famílias camponesas da Chibia foram inseridas, este ano, em actividades produtivas, disse, na segunda-feira, à Angop, o director da Estação de Desenvolvimento Agrário (EDA).
A inserção destas famílias em actividades produtivas, adiantou Carlos Sabalo, foi feita no âmbito do Programa de Extensão e Desenvolvimento Rural (PEDR) realizado pelo Governo em todo o país e enquadra-se na campanha agrícola 2009/2010, que se estendeu pelas quatro comunas da circunscrição, Capunda Cavilongo, Jau, Quihta e sede. As famílias, referiu,   receberam sementes - de milho, feijão, massango, massambala e de jinguba - fertilizantes e catanas, enxadas, limas, machados e charruas.
O PEDR, lembrou, é um programa do Ministério da Agricultura, Desenvolvimento Rural e Pescas para combater a fome e a pobreza no meio rural e impulsionar a prática da agricultura e da pecuária nas famílias camponesas.No ano passado, salientou, o programa beneficiou 17.114 famílias.
O município da Chibia, com 5.281 quilómetros quadrados, tem cerca de 131.500 habitantes, que se dedicam, sobretudo, à agro-pecuária. Enquanto isso, no município do Bungo, 6.135 camponeses, organizados em associações e cooperativas, estão empenhados na preparação de terras para o cultivo de diversos produtos, afirmou, na segunda-feira, à Angop, uma fonte do sector.
A mesma fonte referiu que 5.011 camponeses estão organizados em 46 associações e 1.124 integrados em seis cooperativas.
Os camponeses do Bungo cultivam, essencialmente, mandioca, feijão, milho, jinguba e macunde. Um grupo de 12 criadores de gado, com 566 bovinos, está apostado no relançamento da actividade.

Tempo

Multimédia