Províncias

Projecto Meu Kamba aposta na formação

Mais de 150 professores e 39 gestores escolares da Huíla e do Namibe participam, desde a semana finda, no Lubango, num seminário promovido pelo Ministério da Educação, em parceria com o projecto “Meu Kamba”, que visa melhorar as suas capacidades pedagógicas, disse  ontem a coordenadora nacional do projecto.

Conhecimentos pedagógicos estão a ser aprimorados
Fotografia: Arão Martins | Edições Novembro

Piedade Agostinho informou que cada ciclo formativo, que vai até Setembro próximo, tem a duração de sete dias e os seus objectivos assentam na inserção das Tecnologias de Informação e Comunicação no subsistema de ensino primário e sua familiarização no seio dos professores e alunos.
A capacitação dos docentes de um subsistema para um modelo de ensino baseado nas TIC constitui outra finalidade, bem como a inclusão deste projecto de conteúdos programáticos das disciplinas de Língua Portuguesa, Matemática e Ciências da Natureza no software dos computadores, com conteúdos interactivos, vídeos simulações, exercícios e outras ferramentas.
Piedade Agostinho disse que o programa formou  196 docentes e 36 gestores escolares desde 2013, ano da sua implementação. Existe a previsão de aperfeiçoar um total de 616 professores, quatro por cada escola.
Das 154 escolas a serem abrangidas pelo projecto “Meu Kamba”, foram já contempladas 78 e 152 salas de aulas, em 11 províncias do país, entre as quais Huambo, Luanda, Namibe, Uíge, Zaire, Lunda-Sul, Benguela, Cuanza-Sul, Cuando Cubango, Bengo e Huíla.

Computadores em escolas

Um total de 6.080 computadores foram, desde 2013, instalados em 78 escolas de 11 províncias, pela empresa “Meu Kamba”, com vista a uma maior inclusão digital e combate das assimetrias, no contexto educativo.
O facto foi avançado na segunda-feira, no Lubango, pelo representante da empresa, Francisco Xavier.

Tempo

Multimédia