Províncias

Província de Benguela reforça capacidade técnica das famílias

O Instituto de Desenvolvimento Agrário (IDA), em Benguela, estabeleceu como prioridade, para a presente campanha agrícola, o reforço da capacidade técnica das famílias camponesas, substituindo os métodos de cultivo tradicional por modernos.

Fotografia: Jaimagens | Edições Novembro

O director do IDA em Benguela, Paulo Bunga, disse que a decisão de dar prioridade à capacitação técnica das famílias insere-se no Programa de Extensão e Desenvolvimento Rural (PEDR) e tem como objectivo a mudança da técnica tradicional pelas boas práticas agrícolas,  visando a melhoraria das condições sociais dos camponeses.
Paulo Bunga disse que todo o trabalho de encorajamento das famílias camponesas desenvolvido pelo sector tem como objectivo a inversão do actual quadro, que é a prática da agricultura de sobrevivência sustentável, para alcançar alimentos de maior qualidade e melhoramento do meio ambiente.
Paulo Bunga salientou que para contribuir na redução da pobreza o IDA prestou, durante a terceira época agrícola, que arrancou em Maio último, assistência técnica e distribuiu sementes e insumos a 89.945 famílias camponeses, filiadas em 163 cooperativas e 376 associações, localizadas nos dez municípios e comunas de Benguela. Assegurou que, no início da campanha agrícola/17, a instituição entregou aos líderes das cooperativas e associações  mais de 500 toneladas de adubo, charruas e diversas sementes.

Tempo

Multimédia