Províncias

Quadros técnicos reforçam mercado de trabalho no país

Genivaldo Fonseca | Malanje

Um total de 70 novos técnicos médios foram formados na Escola do II ciclo  Eiffel em Malanje, este ano, nas especialidades de  ciências físicas e biológicas, disse ontem o director do estabelecimento de ensino.

Yanick Clemente sublinhou que os recém-formados estão preparados para contribuir para  as tarefas de desenvolvimento do país.
“Pensamos ser um momento ímpar para os estudantes, por terem ultrapassado mais  uma etapa da formação e pelo empenho demonstrada durante o curso que teve a duração de três anos. Esperamos termos feito à nossa parte enquanto instituição e desejamos boa sorte a todos finalistas.”
O êxito escolar dos finalistas deveu-se em grande parte ao apoio da empresa Total e do sector de engenharia pedagógica da Missão Laica Francesa e  da Direcção Provincial da Educação, explicou Yanick Clemente, que garantiu que a direcção da Escola Eiffel vai continuar a contar   com a colaboração activa dos professores das disciplinas de linguística e biologia, que tiveram um papel fundamental na formação dos alunos.
O director Provincial da Educação, Gabriel Boaventura, salientou que  a Escola Eiffel, financiada pela empresa francesa Total, se tem revelado  uma mais valia em função dos resultados produzidos e que estão a corresponder às expectativas do Governo no que respeita à qualidade do ensino.

Tempo

Multimédia