Províncias

Rádio Waku Kungo arranca em breve

A Rádio Waku Kungo, pertencente ao grupo Rádio Nacional de Angola, poderá iniciar as emissões em breve, depois da assinatura, na sexta-feira, de uma declaração de intenções entre a direcção da emissora estatal e a administração municipal.

Fotografia: DR

A declaração, assinada pelo administrador municipal da Cela, António Wenga Franco, e o presidente do Conselho de Administração da Rádio Nacional, Marcos Lopes, durante a visita do ministro da Comunicação Social, Nuno Albino “Carnaval”, realça que parte dos custos operacionais será financiada através da publicidade.
O documento prevê a criação de um grupo técnico que, no prazo de 30 dias, deverá elaborar um memorando de entendimento que define os termos de responsabilidades, visando o arranque e funcionamento da Rádio Waku Kungo.
Consta que o grupo deve clarificar questões como a contratação e remuneração dos jornalistas para suportar a emissão durante as 24 horas.
Desde a sua inauguração, em 2017, a Rádio Waku Kungo, localizada na comuna da Kissanga Kungo, a nove quilómetros da sede municipal, nunca funcionou. Conta com dois estúdios de emissão, sendo um auto-operado, uma central técnica, uma sala de redacção e um gabinete.
O ministro da Comunicação Social, Nuno Albino “Carnaval”, considerou que o funcionamento ininterrupto da Rádio Waku Kungo (Cela), província do Cuanza-Sul, reforça o direito à informação e o estado democrático consagrado na Constituição da República.
O ministro da Comunicação Social disse que a operacionalização do sinal da Rádio Waku Kungo visa atender o território do Cuanza-Sul e levar a informação sobre a administração do Estado aos municípios da Quibala, Cassongue, Ebo e Cela. “Cria-se, assim, um espaço de debates, promoção e de elevação da cidadania, bem como o aprofundamento da democracia, para que se possa assegurar o Estado de Direito”, ressaltou o ministro.

Tempo

Multimédia