Províncias

Rastreio chegou à Banga

No quadro de uma campanha de prospecção à doença do sono realizada pelo Instituto de Combate e Controlo da Tripanossomíase (ICCT), entre 2 e 24 de Agosto, em várias localidades do município da Banga, foram analisadas 2.783 pessoas.

No quadro de uma campanha de prospecção à doença do sono realizada pelo Instituto de Combate e Controlo da Tripanossomíase (ICCT), entre 2 e 24 de Agosto, em várias localidades do município da Banga, foram analisadas 2.783 pessoas.
O coordenador da campanha, Isaías Cardoso, revelou à Angop que, dos testes realizados, resultou a identificação de um caso positivo da doença, enquanto outros 11 foram dados como suspeitos.
A campanha de prospecção activa da doença abrangeu as localidades de Caculo Cabaça, com 716 testes, Cariamba, com 817, a sede municipal, com 1.196, ficando por prospectar a comuna da Aldeia Nova.
O número de pessoas testadas, comparativamente aos casos registados, demonstra uma redução significativa dos níveis da doença de sono no município, fruto das várias campanhas de mobilização destinadas a combater a mosca tsé-tsé, que é o  vector da doença.
A medida, esclareceu o coordenador, traduziu-se na colocação de armadilhas para a captura da mosca tsé-tsé, mobilização dos cidadãos para adesão às campanhas de prospecção activa, para além da eliminação do excesso de vegetação junto às áreas residenciais.
A doença do sono tem vitimado muita gente, sobretudo nas áreas rurais.

Tempo

Multimédia