Províncias

Ravinas ameaçam a circulação

João Constantino| Cuito

A progressão das várias ramificações de ravinas junto à única estrada que liga o município do Cuito à comuna do Cunje, com cerca de sete quilómetros, põe em perigo a movimentação de viaturas e de pessoas.

Progressão da ravina torna muito difícil a circulação rodoviária entre o Cuito e o Cunje
Fotografia: Eduardo Pedro

Além das ravinas, o troço, que liga o Cuito ao Cunje e vice-versa, também apresenta muitos pequenos buracos nas faixas de rodagem, já bastante estreitas, o que dificulta ainda mais a circulação.
Naquele troço, a zona mais crítica é a que vai do posto de combustível da Sonangol à ponte sobre o rio Cuito, onde as viaturas circulam numa única faixa por a outra se encontrar em péssimas condições.
A recuperação da estrada, que é uma das  vias para os automobilistas entrarem e saírem da província, não tem data prevista devido à chuva constante que tem caído no Bié. 
A situação já está a ser discutida pelo Governo Provincial que tenciona asfaltar e recuperar mais de 1.500 quilómetros de estrada.

Projectos no Cuemba


Pelo menos 40 projectos vão ser desenvolvidos este ano no município do Cuemba, no âmbito do programa de combate à pobreza.
A administradora municipal do Cuemba, Laurinda Capocolola, afirmou ontem que os projectos inserem-se nos programas Água para Todos, merenda escolar, cuidados primários de saúde e ajuda para o trabalho, este último destinado a fornecer uma cesta básica às famílias desfavorecidas. A administradora Laurinda Capocolola sublinhou que o investimento vai permitir a melhoria substancial da qualidade de vidas das populações, essencialmente nas zonas rurais.
A construção e apetrechamento de escolas e postos de saúde, a aquisição de medicamentos e alimentos para os pacientes, a recuperação das vias terciárias e a  melhoria no fornecimento de água potável e energia eléctrica constam das acções a desenvolver no decurso deste ano, no município do Cuemba.
A administradora Laurinda Capocolola considerou positivos os resultados obtidos durante o exercício económico de 2013, devido, essencialmente,  ao bom desempenho das instituições da Administração Municipal e da classe empresarial na circunscrição.

Tempo

Multimédia