Províncias

Reclusos da cadeia de Saurimo recebem formação profissional

Um grupo de 30 reclusos de Saurimo frequenta acções de formação de carpintaria e serralharia, disse, na terça-feira, à Angop, o director provincial do Instituto Nacional de Formação Profissional, Paulo Dival.

Os reclusos da cadeia de Saurimo frequentam acções de formação de carpintaria e serralharia
Fotografia: Jornal de Angola

Um grupo de 30 reclusos de Saurimo frequenta acções de formação de carpintaria e serralharia, disse, na terça-feira, à Angop, o director provincial do Instituto Nacional de Formação Profissional, Paulo Dival.
As acções, afirmou Paulo Dival, decorrem no âmbito de um programa específico para as unidades penitenciárias da província, disse, na terça, à Angop.
Este ano, referiu, estão em curso, em unidades móveis, no município do Cacolo e na comuna de Muriege, acções de formação de decoração artesanal, carpintaria, corte e costura e agricultura
Nos pavilhões de artes e ofícios foram introduzidos cursos de gestão de pequenos negócios e de alfabetização.  No centro de formação de Saurimo, referiu, estão a ser ministrados cursos de inglês de operações bancárias.
Neste primeiro semestre há 817 formandos em várias especialidades de ensino.

Tempo

Multimédia