Províncias

Rede de distribuição com obras avançadas

Domingos Mucuta | Cacula

As obras de melhoramento do sistema de abastecimento de água potável no município da Cacula, iniciadas em Agosto do ano passado, no âmbito do Projecto Horizonte 2036, estão avançadas e já na fase final, constatou o governador provincial da Huíla, João Marcelino Tyipingue.

Fotografia: Jaimagens | Edições Novembro

O novo sistema de captação e abastecimento de água potável do mais recente município da província da Huíla, avaliado em 14,3 milhões de dólares,  beneficia  mais de dez mil pessoas residentes da sede da localidade, abastecidas actualmente com restrições.
Os trabalhos em curso abrangem a instalação de condutas de 355 milímetros, reservatórios, redes de distribuição de cerca de 37 quilómetros de extensão, execução de 439 ligações domiciliárias e 578 torneiras em quintais, além de oito chafarizes de duas e quatros bicas.  O sistema, que tem como fonte de captação o rio Ecamba, vai bombear 95 metros cúbicos de água por hora. As obras incluem a estação de tratamento, reservatórios de betão com 400 metros cúbicos, condutas adutoras e um depósito de 15 metros, com 25 metros cúbicos de capacidade. 
O projecto prevê   a construção de sistemas de captação de água com painel solar,   interligado com a rede de distribuição do município, para aumentar a capacidade, sobretudo no período de cacimbo, em que o caudal do rio baixa consideravelmente.
A administradora municipal de Cacula, Cármen Duarte, disse que o projecto  beneficia   as populações  e é resultado da autonomia administrativa e financeira.

Tempo

Multimédia