Províncias

Reforçadas acções que visam garantir partos mais seguros

André Brandão | Ndalatando

Um total de 50 parteiras tradicionais de todos municípios do Cuanza Norte frequentam, desde terça-feira, um curso de formação e treino, com o patrocínio da Organização da Mulher Angolana (OMA), informou ontem o segundo-secretário provincial do MPLA, no Cuanza Norte, Domingos Ferreira Pinto.

Durante o curso,  as participantes vão abordar a “Situação da Mulher em Angola”, “Importância da Parteira Tradicional”, “Hábitos Alimentares das Gestantes”, “Aparelho Reprodutor e Genital (Masculino e Feminino)” e a “Formação e Relação da Mãe com a Criança”.
Além disso, a parteiras tradicionais vão discutir ainda sobre “Consultas Pré-Natais (História e Antecedentes)”, “Situações Perigosas a ter em Conta nas Consultas de Grávidas” e “As Complicações Durante a Gravidez”.
Domingos Ferreira Pinto considerou o encontro de capital importância, uma vez que vai preparar o elenco de mulheres parteiras, no sentido de estarem prontas para acudir as enormes necessidades das comunidades no que o parto diz respeito.
Domingos Ferreira Pinto agradeceu a iniciativa da OMA, pela ideia de potenciar cada vez mais mulheres e torna-las mais capazes na prestação de socorros imediato aos eventuais casos de parturientes que não tenham acesso pronto aos serviços de saúde nas zonas rurais. O líder partidário considerou que as parteiras tradicionais são o elo de ligação entre as comunidades e os serviços de saúde em muitas localidades onde não há médicos.

Tempo

Multimédia