Províncias

Registo gratuito com resultados positivos no Bié

José Chaves | Andulo

O Serviço de Notariado do município do Andulo,  na província do Bié, teve nos cinco primeiros meses do corrente  ano 3.876 pedidos de registo de nascimento, disse ontem ao Jornal de Angola a responsável adjunta da instituição,  Fernanda Madalena.

A responsável lembrou que “a entrada em vigor do registo gratuito incentiva as pessoas”.
 Fernanda Madalena referiu que a maioria dos registos é de crianças até aos 13 anos e lamentou que haja quem faça o registo duas vezes, “o que cria dificuldades ao Serviço de Notariado”.
A responsável  declarou que o posto de registo civil do município do Andulo tem falta de pessoal técnico e de meios de transporte para a iniciativa poder   chegar às comunas de Calussinga, Chivaulo e Cassumbe..
“O processo tem a colaboração das autoridades tradicionais, principalmente para evitar o registo de cidadãos estrangeiros, pois no município do Andulo há bastantes imigrantes em situação ilegal”, acrescentou  a chefe adjunta do Serviço de Notariado do município do Andulo, Fernanda Madalena.

Tempo

Multimédia