Províncias

Reposta circulação na via Ntolo Wolo/S. Pedro

O troço que liga as aldeias Ntolo Wolo e S. Pedro Cotra, na comuna de Tando-Zinze, província de Cabinda, num percurso de 15 quilómetros, foi completamente reabilitado, depois de 15 anos degradado e intransitável, informou,ontem, a Angop.

Fotografia: DR


Durante cinco meses, o troço, que passa também pelas aldeias de Tamba, Bonde Grande e Pequeno, S.Luís Mabiala, foi reabilitado pela Brigada de Construção das Obras Públicas do governo da província.

O governador de Cabinda, Marcos Nhunga, ao visitar o local, manifestou-se satisfeito pelo actual estado da via. “A via permitirá melhor circulação de pessoas e facilitará o escoamento de produtos do campo para os mercados dos centros urbanos”, afirmou.
Marcos Nhunga disse que o seu elenco vai continuar a trabalhar, aproveitando os equipamentos das brigadas de obras públicas para proporcionar uma circulação segura à população.

“O Governo vai continuar com o programa de reabilitação dos troços que estão intransitáveis há muitos anos, para devolver as interligações e a livre circulação de pessoas e bens entre as aldeias e as sedes comunais”, avançou o governante.
Informou, por outro lado, que o Projecto de Iluminação Pública em curso na cidade de Cabinda será alargado para as sedes comunais, sobretudo nas aldeias de maior concentração populacional.

A sede comunal de Tando-Zinze já regista melhorias no abastecimento de água potável. Na localidade foi aberto um furo artesiano que custou cerca de 80 milhões de kwanzas, com capacidade para bombear 15 metros cúbicos por hora e tem um reservatório de 50 mil litros que abastece três aldeias na circunscrição.
A comuna fronteiriça de Tando-Zinze, adstrita ao município de Cabinda, faz fronteira com a República Democrática do Con-go. A população local de-
dica-se à agricultura, caça, pesca artesanal e ao comércio fronteiriço.

Tempo

Multimédia