Províncias

Sector aplica novas técnicas

Kapalo Manuel |Luena

Mais de 100 alfabetizadores, facilitadores e professores de aceleração escolar dos  municípios da província do Moxico participaram, até ontem, no seminário de capacitação, promovido pela Direcção Provincial da Educação, Ciência e Tecnologia em parceria com técnicos e assessores cubanos.

Fotografia: Jaimagens | Edições Novembro

O chefe do departamento do Ensino Geral da Direcção Provincial do Moxico, António Manuel da Silva, manifestou-se satisfeito com os resultados obtidos na primeira fase de alfabetização de jovens e adultos, apesar das dificuldades financeiras e materiais verificadas ao longo da formação.
“Os bons resultados obtidos tiveram a ver com a entrega e dedicação de todos alfabetizadores e professores, que proporcionaram condições de leitura e escrita para erradicar no homem a pobreza e alcançar a igualdade de género”, salientou.
António Manuel da Silva sublinhou que, durante a primeira fase do processo de alfabetização, a determinação e o espírito de patriotismo dos alfabetizadores contribuiu para reduzir os actuais índices de analfabetismo nas comunidades, tendo, por isso, rompido as dificuldades e deu o único alento de contribuir para a plenitude dos mais necessitados.
O responsável esclareceu que o Ministério da Educação está a honrar os compromissos dos contratos celebrados, uma vez que as organizações internacionais estão com dificuldades de atribuir os fundos  para que os alfabetizadores realizem um trabalho digno..
António Manuel da Silva disse também que a província do Moxico, até nesta altura, verifica uma alta taxa de alfabetismo. Diante disso, o governo da província tem promovido programas de forma significativas com a construção e apetrechamento de escolas no sentido de criar condições para as actividades lectivas dos alfabetizadores, professores, alunos e alfabetizados.
O chefe do departamento do Ensino Geral da Direcção Provincial do Moxico disse que os conteúdos abordados nesta formação nos módulos um, dois e três, do método “Sim Eu Posso”, vão proporcionar o aumento da produtividade dos alfabetizadores, professores de aceleração escolar e garantir às comunidades elementos científicos, técnicos e culturais, capazes de criar mudanças positivas na consciência da população na tomada de decisões e na melhoria das condições sociais.
A acção formativa faz parte do programa do Ministério da Educação sobre alfabetização e aceleração escolar.
Durante a formação, os participantes debateram, entre outros temas, os módulos e seus projectos, fundamentação teórica pedagógica do método “Sim Eu Posso”, planificação das aulas, avaliação e estatística, além da sessão de  vídeo-aula.

Tempo

Multimédia