Províncias

Segunda fase das obras arranca em breve

Arão Martins | Lubango

A segunda fase das obras de recuperação de ruas e passeios da cidade do Lubango, que se encontra já em preparação, arranca dentro de dias, garantiu ontem o administrador municipal, Francisco Barros.

Munícipes aplaudem as obras em curso na cidade do Lubango que estão a dar outra imagem à região
Fotografia: Arão Martins | Huíla-Edições Novembro

O responsável avançou que, apesar de continuarem os trabalhos da primeira fase, que prevê atingir 175 quilómetros do casco urbano e zonas de crescimento, as condições para a nova etapa estão já a ser acauteladas, com os detalhes necessários em avaliação.
Neste momento, o administrador municipal do Lubango garantiu que está concluída a fase de reabilitação de passeios e de asfaltagem de zonas críticas da cidade. Para a realização deste programa, são necessários mais de dez milhões de dólares.
Francisco Barros explicou que a cidade do Lubango tem um crescimento exponencial de veículos que circulam ali em grande número todos os dias, o que causa desgaste sobre o asfalto, situação que leva a administração municipal a ficar atenta a esse processo.
Em entrevista ao Jornal de Angola, o administrador informou que a recuperação de ruas e passeios está inserida no programa de desenvolvimento do município do Lubango e tem o contributo das autoridades tradicionais, sociedade civil e académicos, entre outros.
O administrador Francisco Barros reconheceu que o contexto actual da economia atrapalha a execução de algumas obras de impacto social, mas mostrou-se confiante no desenvolvimento do processo, que vai culminar com a criação de outras valências, principalmente nos sectores da Educação, Saúde e saneamento básico.

Zonas críticas


Segundo Francisco Barros, no ano passado a administração municipal, em conjunto com o Governo Provincial da Huíla, deu início, embora ainda de forma paliativa, ao processo de reabilitação dos passeios e de asfaltagem das zonas críticas da cidade.
 O administrador Francisco Barros explicou que a acção permitiu também arranjar jardins a nível da cidade, num trabalho contínuo, uma vez que a recuperação do asfalto e de passeios da cidade requer somas avultadas.
Francisco Barros anunciou que o programa de desenvolvimento do município do Lubango, que contou com a participação da população, contempla ainda a construção de escolas, centros de saúde, hospitais municipais e melhoria da gestão do saneamento básico.
A requalificação das zonas turísticas da Cascata da Huíla é outra acção constante no plano a ser desenvolvido em tempo oportuno pelas autoridades locais, avançou o administrador municipal do Lubango, Francisco Barros.

Tempo

Multimédia