Províncias

Serviços de táxi atenuam desemprego

Flávia Massua | Saurimo


 
A adesão de clientes ao táxi em motociclos, a facilidade de compra destes veículos e de peças sobressalentes incentiva muitos jovens, dada a falta de emprego, a optarem pela actividade de taxista.  


 
A adesão de clientes ao táxi em motociclos, a facilidade de compra destes veículos e de peças sobressalentes incentiva muitos jovens, dada a falta de emprego, a optarem pela actividade de taxista.  
Cristóvão Paulino referiu que foi a falta de emprego que o levou a optar pelo negócio. Carlitos Macosse, taxista há cerca de ano e meio, concorda com a acusação de imprudência dirigida à classe.”Muitos taxistas conduzem motos atribuídas por patrões que exigem a entrega, ao fim do dia, de três mil ou 2.500 kwanzas pelo trabalho. Conduzem sem passar por alguma formação, preocupados com o dinheiro e, muitas vezes, sem respeitar a vida do cliente”, disse, referindo, também, a falta de oportunidade de emprego como causa para haver tantos taxistas. Outros cinco kupapatas perfilham esta opinião e sublinham a necessidade urgente de reorganização mediante a criação de uma associação.

Tempo

Multimédia