Províncias

Serviços sociais são a prioridade

Jesus Silva| Lobito

A execução de acções de combate à pobreza e de melhoria dos cuidados primários dos serviços de saúde vão merecer atenção redobrada da administração municipal da Catumbela.

Várias obras de impacto social vão ser executadas a nível da municipalidade
Fotografia: Jesus Silva| Lobito

A execução de acções de combate à pobreza e de melhoria dos cuidados primários dos serviços de saúde vão merecer atenção redobrada da administração municipal da Catumbela.
A administradora Filomena Pascoal referiu ontem que os programas municipais vão dar prioridade à construção de escolas, centros e postos de saúde, hospital municipal, formação de quadros das repartições e da administração.
Ao perspectivar as acções para 2012, a administradora anunciou a compra de gado para o fomento animal e a aquisição de equipamentos para apoiar as empresas que estão inseridas nos trabalhos do saneamento básico do município.
Filomena Pascoal disse que vão ser, igualmente, formadas parteiras tradicionais para atender às populações das zonas mais recônditas do município, a fim de diminuir as dificuldades que as gestantes enfrentam no trabalho de parto, procurando os postos de saúde.
No âmbito do Programa de Investimentos Públicos (PIP), avançou que se prevê a construção das administrações comunais da Praia do Bebé e da Gama e de residências para os respectivos administradores, um posto da polícia e a casa do regedor.
O Jardim Zoológico da Catumbela, que no passado recebia muitas visitas de cidadãos nacionais e estrangeiros, vai ganhar uma nova imagem para que seja reaberto ao público. No local ainda se preservam jacarés e espécies de macacos.

Vias reparadas

A administradora anunciou a reparação das vias de acesso ao bairro Alto Niva e à comuna da Praia do Bebé, que têm as valas de drenagem em péssimo estado.
Nesta época, a maioria dos professores e enfermeiros que trabalham na comuna da Praia do Bebé sentem dificuldades para chegar aos seus postos de serviço, o que penaliza a população que beneficia de tais serviços. Daí que a administradora Filomena Pascoal fale da necessidade das autoridades fazerem intervenções para que se diminua o impacto das chuvas.
O mercado informal, junto da linha-férrea, vai ser transferido para o Chiulo, medida que visa evitar dissabores com os feirantes e clientes, tendo em conta que o mercado está localizado numa área por onde circula o comboio.
Filomena Pascoal disse que estão a ser elaborados projectos para introdução no “Fundo Soba”, a par dos projectos do Programa de Investimentos Públicos e de Municipalização dos Serviços que suprem parte das necessidades de crescimento da Catumbela.

Importância do PDIC

A administradora considerou que o Pólo de Desenvolvimento Industrial da Catumbela (PDIC), que conta com 40 empresas já erguidas e outras já com espaços para construção das infra-estruturas, é uma mais-valia para o desenvolvimento do município.
Para a Filomena Pascoal, o desenvolvimento de um país faz-se com a indústria e a agricultura, e a Catumbela tem um potencial agrícola e industrial, desde os tempos da extinta Açucareira 1º de Maio. “Agora, com o PDIC, este sector tem uma força maior. O PDIC é uma mais-valia e o trampolim para o desenvolvimento. Os produtos ali existentes vão beneficiar várias regiões. Algumas das empresas aí instaladas já estão a projectar a exportação para a zona austral de África”, frisou Filomena Pascoal.

Energia e Águas

O município conta com postos de transformação de 250 KVA instalados em todos os bairros, à excepção do Vimbalambe, zona que nunca beneficiou de energia eléctrica da rede. Neste momento está a ser feito um levantamento para a instalação de vários postos de transformação com 630 KVA em todos os bairros da Catumbela.
O Luongo, salientou a responsável, vai receber, a curto prazo, a energia de um posto de transformação de 250 KVA, proveniente do instituto politécnico local. O lançamento dos cabos está a ser feito.
Uma empresa está a identificar as áreas onde ainda se faz sentir em grande escala a falta de água. Este programa visa expandir a distribuição por toda extensão municipal.
Catumbela tem limites a norte com o município do Lobito, a Este com o Bocoio, a Sul com o Caimbambo e a Oeste com Benguela e o Oceano Atlântico. O limite com o Lobito passa na Cabaia e Santa Cruz, e com Benguela pela Damba-Maria e Tata. Administrativamente, tem quatro comunas: Catumbela, Praia do Bebé, Gama e Biópio.

Tempo

Multimédia