Províncias

Sumbe com novo hospital

Casimiro José | Sumbe

Até 2016, o Cuanza Sul vai contar com um novo hospital provincial, a ser construído na cidade do Sumbe e outro municipal, na vila do Porto Amboim, para garantir a melhoria da assistência médica à população, anunciou o governador da província.

Autoridades locais apostam na diminuição do índice de mortalidade nas comunidades
Fotografia: Adérito Cortez

Eusébio de Brito Teixeira, que falava na cerimónia de cumprimentos de fim de ano, garantiu  trabalhar junto das estruturas competentes para o aumento das quotas financeiras e garantir um melhor funcionamento dos hospitais municipais e regionais.
O governador provincial do Cuanza Sul considerou difícil o ano 2015 devido a conjuntura financeira, mas admitiu ter havido progressos assinaláveis, sobretudo no sector social. “Em 2016 e a julgar pelos desafios do Executivo em imprimir nova dinâmica na assistência social vão ser alcançadas novas metas no atendimento as populações”, sublinhou.
O fornecimento de energia eléctrica e água continua a ser uma preocupação. Eusébio Teixeira reconheceu que as acções realizadas não atingiram o grau de satisfação das comunidades, mas garantiu para 2016 a  continuidade dos projectos para se atingir níveis quantitativos e qualitativos.
Reafirmou a aposta na agro-indústria, como sendo a marca da província para concorrer no processo de diversificação da economia, bem como incrementar  apoio as cooperativas agro-pecuárias para o sustento das economias familiares.
A reparação das vias secundárias e terciárias para impulsionar as trocas comerciais entre o campo e a cidades e vilas, o fomento do turismo e a implantação de indústrias ligeiras, bem como a formação profissional para promover o auto-emprego, foram outros desafios lançados pelo governador provincial do Cuanza Sul.
O governador Eusébio Teixeira reconheceu que a falta de recursos financeiros levou a paralisação dos projectos estruturantes que estavam a ser  implementados nas cidades do Sumbe, Porto Amboim e Gabela, no âmbito do Plano Nacional e Provincial.
 “A expectativa dos governantes e dos munícipes é de verem concluídas as obras, o que passa pela paciência, bom senso, muito trabalho e a sensibilidade dos sectores competentes”, sublinhou o governador provincial do Cuanza Sul, Eusébio Teixeira, que denunciou o aproveitamento de certos cidadãos que infringem as normas administrativas e insistem em construir em zonas de risco, criando caos ao ordenamento administrativo e ambiental.

Tempo

Multimédia