Províncias

Surto de diarreia mata pessoas no município de Quilengues

Ao todo, 22 pessoas morreram este mês no município de Quilengues, 140 quilómetros a Norte do Lubango, devido a um surto de diarreia, informou, ontem, à Angop o administrador adjunto, Abel Wandi  André.

Ao todo, 22 pessoas morreram este mês no município de Quilengues, 140 quilómetros a Norte do Lubango, devido a um surto de diarreia, informou, ontem, à Angop o administrador adjunto, Abel Wandi  André.
O responsável salientou que os casos mais recentes aconteceram na povoação de Tchituli, comuna do Dinde, na semana passada, onde 16 pessoas ficaram infectadas pela doença, nove das quais acabaram por morrer. Outros quatro casos foram registados na sede, resultando num óbito.
A comuna do Impulo é a mais afectada da circunscrição, registando 39 casos, com 12 mortes. O administrador informou que nesta circunscrição os casos tiveram lugar nas aldeias do Vombo, Kandombe, Kavissaka e na sede. />Neste momento, disse o chefe da repartição de Saúde, Gabriel Adriano, existem equipas técnicas a trabalhar nas localidades mais afectadas, a fim de socorrer os casos já existentes e realizar campanhas de prevenção e sensibilização. As causas da doença, afirmou o administrador adjunto, ainda são desconhecidas, havendo apenas a certeza de que não se trata de cólera.
Disse que as amostras recolhidas por técnicos da saúde da Huíla foram enviadas para laboratórios no exterior do país para se diagnosticar e apurar a origem da doença, considerando a enfermidade “extremamente perigosa” por infectar rapidamente as pessoas e causar a morte em menos de 24 horas.

Tempo

Multimédia