Províncias

Técnicos de pediatria em Malanje formados em doenças da infância

Luísa Victoriano |Malanje

Técnicos de saúde que trabalham nos serviços de pediatria dos 14 municípios da província de Malanje estão a ser formados, no âmbito do plano estratégico de controlo da malária na região.

Técnicos de saúde que trabalham nos serviços de pediatria dos 14 municípios da província de Malanje estão a ser formados, no âmbito do plano estratégico de controlo da malária na região.
A formação, iniciada segunda-feira, é promovida pela empresa nacional de Consultoria de Gestão e Administração em Saúde (Consaúde), em parceria com a Direcção Provincial de Saúde.
Durante cinco dias, os participantes vão abordar matérias ligadas à dificuldade respiratória, tosse, diarreia, febre, avaliação das crianças com problemas do ouvido, atenção ao latente de uma semana a dois meses de idade, alimentação e baixo peso e a sua classificação.
Os sinais de boa e má sucção, como tratar a criança com malária de acordo com planos A, B e C de desidratação constam igualmente das questões a serem analisadas durante o seminário de capacitação sobre Atenção Integrada às Doenças da Infância (AIDI).
O oficial provincial do programa da malária em Malanje, Mayala António, disse que a doença, considerada dos maiores problemas de saúde pública em Angola e na província em particular, está a contribuir para 35 por cento de mortalidade em crianças menores de cinco anos e em 25 por cento de mortes maternas.
Segundo o responsável, a província de Malanje está caracterizada, do ponto de vista epidemiológico, como uma área de malária de alta transmissão hiper-endémica.
Na abertura dos trabalhos, a administradora municipal de Malanje, Teresa Dias, afirmou que a realização do seminário vai possibilitar aumentar os conhecimentos e melhorar o atendimento aos pacientes nas unidades sanitárias da região.
Pediu aos participantes maior atenção aos temas agendados, para a obtenção de melhores resultados e transmitir os conhecimentos adquiridos aos demais profissionais para a redução da doença no seio das comunidades.
O projecto de controlo da malária na província da Palanca Negra Gigante teve início em Outubro de 2007 e conta com financiamento da iniciativa presidencial George Bush, implementado pela Consaúde, em parceria com a Direcção da Saúde.
O referido projecto desenvolve acções em gestão do programa e desenvolvimento de sistemas, diagnóstico, tratamento, abastecimento de medicamentos, controlo integrado do vector, protecção individual, promoção da saúde, mobilização comunitária, advocacia, monitoria, avaliação, vigilância epidemiológica, informação e pesquisa.

Tempo

Multimédia