Províncias

Testes de Sida são solicitados por habitantes de Caculama

Sónia Maria | Caculama

Cerca de 600 pessoas, com idades entre 15 e 45 anos, realizaram voluntariamente no primeiro trimestre deste ano, no município do Caculama, o teste de HIV-Sida, revelou a chefe da secção de controlo de endemias.

Cerca de 600 pessoas, com idades entre 15 e 45 anos, realizaram voluntariamente no primeiro trimestre deste ano, no município do Caculama, o teste de HIV-Sida, revelou a chefe da secção de controlo de endemias.
Rosalina André disse ser positiva a adesão da população aos testes e referiu que os casos da doença diminuíram 3,1 por cento em relação ao primeiro trimestre de 2012.
A chefe de secção de controlo de endemias recordou a responsabilidade das autoridades sanitárias na sensibilização dos seropositivos, fazendo-lhes ver que não devem “contaminar de forma consciente” outras pessoas e pediu-lhes que procurem os serviços de saúde para obterem medicamentos e informações úteis.
“É um fenómeno que vivemos no nosso país e em particular no nosso município, provocado por pessoas com poder financeiro aceitável que conhecendo o seu estado serológico contaminam outras pessoas”, reprovou.
Rosalina André apelou à colaboração das autoridades sanitárias, policiais e tradicionais na denúncia dos prevaricadores e sugeriu “aos camionistas e jovens que passam pela Estrada Nacional 230” que façam o teste no hospital de Caculama.
Em 2008, disse, eram realizados três a quatro testes por dia e apenas em mulheres grávidas, mas a partir de 2010 os serviços de saúde começaram a ser mais procurados.
O número aumentou devido às informações nos órgãos de comunicação social e hoje felizmente, congratulou-se, a adesão é aceitável no hospital municipal.

Tempo

Multimédia