Províncias

Traçadas estratégias para prevenir o ébola

A repartição municipal da Saúde de Buco Zau reuniu-se terça-feira, na sede do município, com as autoridades tradicionais locais, no âmbito da campanha de sensibilização das comunidades sobre as medidas de prevenção contra o ébola.

Em declarações à Angop, a chefe da repartição, Rodé Vumbi da Costa, ressaltou que o encontro visou informar as autoridades tradicionais sobre a epidemia, seus sintomas, as medidas de prevenção a ter em conta em caso de suspeita desta doença e o perigo que representa.
Lembrou que o ébola é uma doença viral que não tem cura, com um elevado grau de mortalidade na ordem de 90 por cento dos infectados, o que requer a consciencialização de toda a sociedade, tendo em conta que a vizinha República Democrática do Congo confirmou a notificação do surto, numa das províncias. Rodé da Costa apelou à contribuição das autoridades tradicionais para fazer chegar a mensagem sobre os cuidados que devem ser adoptados nas comunidades. 
As autoridades tradicionais garantiram levar a mensagem às suas áreas de jurisdição.

Tempo

Multimédia