Províncias

Tribunal condena militar por desvio de material

O tribunal da Região Militar Leste condenou on-tem, no Luena, o 2º cabo das Forças Armadas Angolanas, José Sabino, a oito anos de prisão maior, por extravio de material bélico, durante o ano de instrução militar 2016.

Trata-se do antigo amanuense da secção de Ar-mamento e Técnica do Centro de Instrução de Tropas do Exército que, em três ocasiões distintas e aproveitando-se do car-go, levou para casa 695 mu-
nições de G3, 337 de PKM, 196 de AKM, 161 de salva AKM, duas de SVD, uma de Golili, 23 espoletas de granadas e quatro granadas F1.
Durante o interrogatório, realizado em Abril, José Sabino alegou que o material seria usado na caça furtiva e pesca.
O réu já tinha sido julgado e condenado anteriormente na pena de dois anos de prisão maior, por  crime idêntico em 2010.
Iniciado em Novem-bro de 2018, o julgamento envolve também o trabalhador civil da mesma unidade, Félix Wica Mu-yumbo, condenado no ano passado à pena de três meses e 23 dias de prisão maior, por ter beneficiado de cinco das munições desviadas.

Tempo

Multimédia