Províncias

Administradores definem prioridades

José Bule|Uíge

O cumprimento das acções de carácter social que visam o aumento da qualidade dos serviços de saúde, educação e melhoria no fornecimento de água potável, assim como de energia eléctrica às populações, constituem uma das prioridades da administração municipal de Maquela do Zombo, garantiu o seu administrador.

Responsáveis municipais prometem muito trabalho para mudar a imagem da província
Fotografia: Jornal de Angola

O cumprimento das acções de carácter social que visam o aumento da qualidade dos serviços de saúde, educação e melhoria no fornecimento de água potável, assim como de energia eléctrica às populações, constituem uma das prioridades da administração municipal de Maquela do Zombo, garantiu o seu administrador.
Benji Moco Henriques, apresentado ontem à população local, disse ter conhecimento dos problemas do município e, por isso, acredita estar em condições de definir as grandes prioridades para que se possa efectuar um trabalho que corresponda aos anseios da população.
O responsável admitiu que tudo será feito com vista ao cumprimento das acções integradas no Programa de Combate à Fome, para melhorar a qualidade de vida das populações locais.
O administrador municipal do Uíge espera fazer uma gestão transparente e já identificou alguns dos grandes problemas que a seu tempo deverão ser atacados. “Queremos dar à cidade do Uíge a dignidade que merecer para que atinja o nível de desenvolvimento das demais cidades do país”. Afirmou que todos os trabalhos da responsabilidade da administração municipal do Uíge vão ser desenvolvidos com a colaboração de diferentes sectores ministeriais da província.
A nova administradora municipal do Songo, Adelina Figueiredo Pinto, aposta na reabilitação das vias de acesso para melhorar a circulação de pessoas e bens e assegurar o rápido desenvolvimento da localidade.
 “As estradas do Songo estão muito esburacadas. Vamos apostar na reabilitação das vias de acesso se quisermos ver o município a atingir os níveis de desenvolvimento preconizados”, disse. Adelina Pinto, que já foi apresentada à população do Songo, promete realizar visitas de constatação em todas as localidades do município para melhor se inteirar das dificuldades que cada uma delas apresenta, para no decurso do seu mandato definir melhor as prioridades gerais e, consequentemente, dar solução imediata aos problemas encontrados.
A antiga directora provincial da Assistência e Reinserção Social do Uíge disse que pretende contar com a contribuição das entidades locais e da população, em geral, para a materialização dos programas de desenvolvimento do município.

Tempo

Multimédia