Províncias

Alunos pré-universitários em formação no Quitexe

Nicodemos Paulo |Uíge

No município de Dange-Quitexe, 73 alunos do ensino pré-universitário terminaram os s seus estudos nas especialidades de ciências físicas, biológicas, humanas e jurídicas.

Com a formação de professores mais alunos do primeiro e segundo ciclo vão ser inseridos no sistema do ensino
Fotografia: Kindala Manuel

No município de Dange-Quitexe, 73 alunos do ensino pré-universitário terminaram os s seus estudos nas especialidades de ciências físicas, biológicas, humanas e jurídicas.
O acto de consagração dos primeiros finalistas aconteceu, na terça-feira, na vila que dista 40 quilómetros da cidade do Uíge.
O director da escola, Morais Abel, referiu que pela primeira vez, desde a conquista da Independência em 1975, são formados, no município do Dange-Quitexe, técnicos pré-universitários.
Morais Abel informou que a escola arrancou com 147 alunos, mas apenas 73 terminaram o curso devido a vários constrangimentos devido à distância entre a sede municipal e as aldeias, regedorias e comunas, facto aliado à falta de condições financeiras para a compra de material didáctico.
O professor apelou ao Executivo para construir uma escola de raiz, para melhor acomodação dos professores e alunos. “As salas, nas quais funcionam o PUNIV não oferecem boas condições para o exercício da actividade docente. Precisamos de instalações, onde os professores e alunos se sintam bem e possam desenvolver o seu trabalho sem grandes constrangimentos”, pediu.
O director provincial da Educação, Maculo Valentim Afonso, encorajou os finalistas e apelou aos professores para continuarem a dar o seu melhor na formação das novas gerações.
Prometeu melhorar, no próximo ano lectivo, as condições de trabalho, para que os resultados possam superar os actuais. “Vamos mobilizar a administração local e o governo da província para melhorarmos a escola, o que vai permitir que mais jovens possam ingressar no sistema de ensino”, disse Maculo Valentim Afonso.
A escola do segundo ciclo secundário do Dange-Quitexe é a única no município, e tem 24 professores e sete colaboradores. A instituição de ensino teve, este ano, mais de 700 alunos, distribuídos nas especialidades de ciências físicas, biológicas, ciências humanas e jurídicas.

 

Tempo

Multimédia