Províncias

Aumenta a rede escolar

JOAQUIM JÚNIOR | Songo

A expansão da rede escolar e o aumento do número de professores no município do Songo, províncias do Uíge, resultaram no crescimento da população estudantil nas comunidades.

Escolas primárias beneficiam de materiais
Fotografia: Eunice Suzana|SONGO

O chefe da Repartição Municipal da Educação do Songo, Afonso Narciso, disse que o aumento de salas permitiu matricular, no presente ano lectivo, 16.826 alunos, nas escolas do ensino primário e do I e II ciclos do ensino secundário, nas diversas localidades do município. A rede escolar é composta por 56 escolas e as aulas são asseguradas por 901 professores.
“Durante o conflito armado, muitas escolas ficaram encerradas, devido à intransitabilidade das vias que ligavam a sede municipal do Songo às outras localidades. Mas, hoje, a paz tornou possível a expansão da rede escolar a todas as povoações”, realçou.
O responsável do sector da Educação do Songo adiantou que a administração municipal local está a empreender esforços no sentido de melhorar a qualidade de ensino na região.
Sublinhou que os programas de distribuição de merenda escolar e de material didáctico estão a ser desenvolvidos com êxito nas escolas do ensino primário. O município necessita de mais de 25 salas e, de pelo menos, 115 professores para dinamizar o sistema de ensino e aprendizagem e acabar com o número de crianças que se encontram fora do sistema do ensino. 
No ano passado, a execução do Programa de Alfabetização e Aceleração Escolar, ministrado nos módulos um e dois, permitiu a inserção de 951 alfabetizandos. O referido subsistema do ensino funciona com 22 alfabetizadores.
Afonso Narciso disse que a repartição municipal da Educação está a proceder ao levantamento dos adultos nas aldeias, bairros e regedorias, que manifestem interesse em aprender a ler e escrever.

Tempo

Multimédia