Províncias

Aumenta número de crianças nas escolas

Valter Gomes| Sanza Pombo

O número de crianças, num total de 25.130 alunos, em diversos níveis do ensino, continua a crescer no município de Sanza Pombo, Província do Uíge, revelou ontem o director da Repartição Municipal de Educação.

Em cada ano que passa aumenta o número de crianças inseridas no sistema normal de ensino e aprendizagem em Sanza Pombo
Fotografia: Mavitidi Mulaza

Venâncio Garcia disse que, no ano passado,foram matriculados naquela parcela da província 15.130 alunos, mas, com a construção de novas salas de aula, houve este um crescimento de mais dez mil novos estudantes. No município de Sanza Pombo existem 123 escolas, 41 das quais foram construídas de raiz nos últimos anos e oprocesso de ensino e aprendizagem é assegurado por 732 professores, de acordo com dados da Repartição Municipal.
Com o aumento de crianças em idade escolar, o director municipal da Educação considera insuficiente o número de professores e aponta para a necessidade de, pelo menos, mais 191 docentes.
Para os alunos que concluíram o Primeiro Ciclo nas comunas e regedorias continuarem os estudos localmente, foram criados Núcleos do Ensino Médio nas sedes comunais.
 “É uma medida que visa também fazer com que as crianças deixem de percorrer longas distância para estudarem na vila de Sanza Pombo”, salientou o director da Repartição de Educação. Venâncio Garcia denunciou a existência de muitos professores faltosos,que se furtam às aulasalegandoque estudam no Instituto de Ciências da Educação (ISCED) e na Universidade Kimpa Vita, na cidade do Uíge, o que os impede de estarem a trabalhar com os alunos das escolas para onde foram indicados.
“Este comportamento não ajuda em nada no aproveitamento escolar das crianças e no funcionamento adequado das instituições”, disse Garcia,ameaçando os infractores com medidas punitivas.
 A Repartição Municipal da Educação e a Administração de Sanza Pombo estão apostadas na formação contínua dos professores, identificação do número de escolas necessárias e colocação de novos agentes de ensino nas localidades. Venâncio Garcia defendeu o aumento da merenda escolar, para abrangermais escolas, tendo em conta que apenas crianças de 11 instituições recebem o lanche.
A merenda escolar é importante, uma vez que se tratar de um suplemento alimentar que ajudaà permanência dos alunos nas escolas e ao seu aproveitamento escolar, rematou o responsável da Educação de Sanza Pombo.

Tempo

Multimédia