Províncias

Aumentam casos de divórcio

Joaquim Júnior | Uíge

Mais de 60 casos de divórcios foram registados pela Direcção Provincial da Família e Promoção da Mulher no Uíge, entre Janeiro e primeira quinzena deste mês, revelou a responsável do sector.

Catarina Domingos disse que os casos de divórcio são resultados de vários factores, com destaque para ciúmes, privação de bens, abandono do lar e analfabetismo.
Ao discursar no acto provincial alusivo ao 15 de Maio, Dia Internacional da Família, Catarina Domingos manifestou preocupação com os contornos que o fenómeno está a alcançar na província e defendeu a necessidade de prevenir e combater o mal com todas as forças vivas. Os divórcios comprometem o tecido familiar, disse Catarina Domingos.
 Para além dos divórcios, os adolescentes em conflito com a lei, os maus-tratos aos idosos, as gravidezes precoces constituem também preocupações.
A directora da Família e Promoção da Mulher no Uíge apontou ainda alguns comportamentos desviantes, como o consumo excessivo de bebidas alcoólicas, que necessitam de ser combatidos com a ajuda da sociedade.
A directora provincial salientou que é necessário juntar energias para que se conheçam as verdadeiras motivações que estão por trás do cometimento de crimes, no sentido dar de respostas às questões sociais e económicas.
Catarina Domingos propõe que se invista mais nas competências das famílias, para desencorajar o cometimento de crimes por parte dos adolescentes. Por isso apelou a uma maior vigilância dos pais para com os filhos.
A reverenda Julieta Fernando, da Igreja Anglicana, exortou aos pais a guiarem os filhos nos princípios das Sagradas Escrituras, tendo considerado que a família educada espiritualmente é um grande exemplo da socialização primária.

Tempo

Multimédia