Províncias

Aumentou a emissão dos Bilhetes de Identidade

António Capitão | Uíge

O chefe do departamento provincial de Identificação Civil e Criminal do Uíge informou que foram emitidos no ano passado 17.822 Bilhetes de Identidade de cidadão nacional.

Novos equipamentos para a emissão do BI permitem que os cidadãos adquiram o documento sem dificuldades e rapidamente
Fotografia: Manuel Destinto

O chefe do departamento provincial de Identificação Civil e Criminal do Uíge informou que foram emitidos no ano passado 17.822 Bilhetes de Identidade de cidadão nacional. Garcia de Sousa disse que o elevado número de documentos emitidos se deveu ao cumprimento das orientações técnicas e ao bom manuseamento dos equipamentos, pelos técnicos, que tiveram formação antes da instalação dos serviços na província.
O chefe do departamento de Identificação Civil e Criminal referiu que a dinâmica aplicada pelos diferentes sectores da área de identificação, permitiu que fossem atendidas, diariamente, mais de 100 pessoas.
“Os nossos serviços decorreram com normalidade. Imprimimos uma dinâmica que nos permitiu atender, em média, 120 pessoas por dia. E ao fim de uma hora os cidadãos tinham os seus Bilhetes de Identidade na mão”, afirmou.
 
Postos  móveis nos municípios

Para este ano, “perspectivamos maior dinamismo. Vamos aplicar novas políticas laborais para que toda a população da província obtenha o Bilhete de Identidade. “A nossa meta é tornar mais fácil a emissão. Os nossos serviços devem estar em todos os municípios, para que todos possam obter o documento”, disse.
Devido à distância que separa os municípios da sede provincial, a população fica sem opções para poder obter o Bilhete de Identidade. Alguns arriscam efectuar longas viagens.
 Garcia de Sousa alerta que “isso já não é necessário, nós temos um camião equipado com meios necessários para a emissão do Bilhete de Identidade, como computadores, máquinas fotográficas e a impressora específica para esta tarefa específica”.
Este ano, as pessoas que vivem nos municípios e comunas mais distantes da capital da província do Uíge  vão poder tratar do Bilhete de Identidade sem sair das suas áreas de residência.
No ano passado foram instalados postos móveis nos municípios do Negage, Puri e Sanza Pombo.

Roubo de equipamentos
 
Os Serviços de Identificação Civil e Criminal foram assaltados por elementos até agora desconhecidos.  Mais de 300 mil kwanzas e três máquinas fotográficas foram roubados, no final de semana prolongado das Festas do Natal. Mas apesar do assalto, Garcia de Sousa garante que a emissão do novo documento de identificação decorre de forma normal: “a situação está reposta e tudo voltou à normalidade nos serviços, porque já recebemos da Direcção Nacional novas máquinas fotográficas”, concluiu.     

Tempo

Multimédia