Províncias

Autoridades apostam em mecanismos para facilitar escoamento de produtos

Walter Gomes| Úige

O administrador municipal de Maquela do Zombo, Benji Moco Henriques, garantiu que as autoridades vão continuar a apostar em acções que viabilizem o escoamento de produtos locais para a cidade.

Os produtores mostraram recentemente as potencialidades agro-pecuárias da região
Fotografia: Jornal de Angola

O responsável municipal disse que a medida governamental visa incentivar e despertar no seio dos camponeses a importância de se alargar cada vez mais a produção e dar-lhes a oportunidade de comercializar grande parte dos produtos cultivados na região.
No âmbito deste programa, o administrador disse que, entre os dias 3 e 4, as autoridades locais realizaram a primeira edição da feira a­gro-pecuária, que serviu para os produtores mostrarem as potencialidades da região.
O administrador referiu que é preciso que se mostre que, além de inertes e do cobre de Mavoio, o município dispõe de terras férteis, restando apenas os camponeses a­postarem no alargamento e diversificação da produção agrícola.
Benji Moco Henriques encorajou os camponeses a organizarem-se em associações e cooperativas agro-pecuárias, para que o Governo Provincial possa apoiar tais iniciativas, com meios de transporte, máquinas de lavoura, sementes e outros inputs agrícolas. O Governo Provincial do Uíge, sob orientação do Executivo, gizou novas estratégias para a criação de lojas e armazéns, onde são comercializados produtos cultivados pelos agricultores de todos os municípios daquela parcela do país.
“O objectivo é facilitar o escoamento dos produtos cultivados nos diversos campos agrícolas, evitando que se estraguem por falta de transporte”, concluiu o administrador.
Quanto à primeira edição da feira agro-pecuária, o responsável disse que os expositores participantes na primeira edição da feira agro-pecuária, realizada no mercado municipal de Maquela do Zombo, manifestaram-se satisfeitos com a afluência de compradores ao local.
Os camponeses expuseram e comercializaram produtos agrícolas diversos, incluindo plantas e raízes medicinais. Com uma extensão de cerca de 9.580 quilómetros quadrados, o município de Maquela do Zombo é composto por quatro comunas: Quibocolo, Béu, Sacandica e Cuilo Futa. A localidade possui 38 regedorias e 327 aldeias. A sua população é estimada em cerca de 120 mil habitantes, na maioria camponeses e comerciantes.

Tempo

Multimédia