Províncias

Avaliada execução dos projectos sociais

Moniz Muquebele | Uíge

Os membros do Conselho de Auscultação e Concertação Social da administração municipal do Uíge analisaram o grau de execução dos projectos em curso.

Autoridades governamentais continuam a envidar esforços para atribuir uma nova imagem à cidade capital da província do Uíge
Fotografia: Filipe Botelho

Sob a orientação do administrador municipal, Altamiro Benjamim, o encontro contou com a participação dos membros do conselho de direcção da administração municipal, representantes do comando municipal da Polícia Nacional e dos Serviços de Migração Estrangeiro (SME), chefes dos serviços comunitários, fiscalização e das repartições municipais da educação e saúde, representantes do MINARS e alguns membros do Governo Provincial.
Durante o encontro, os participantes receberam esclarecimentos sobre as acções de impacto social realizadas e em curso na cidade do Uíge, no quadro do Programa de Combate à Pobreza e um outro de Investimentos Públicos, com maior incidência sobre o andamento das obras de construção de escolas nas localidades de Povo Mateus, Sangui, Matuta e Catumbo do Quica e de postos de saúde no Povo Quinguanga, Quica e Catumbo do Quica. O conselho analisou a situação actual das associações de camponeses e as perspectivas para o ano agrícola 2013/2014. No domínio da ordem e segurança do município, inteiraram-se do seu estado operativo, níveis de criminalidade e de sinistralidade rodoviária e sobre o estado actual do processo de migração e estrangeiros no município.
Quanto aos serviços comunitários, apreciaram as propostas apresentadas por empresas privadas que pretendem trabalhar na manutenção do aterro sanitário e recolha de lixo na cidade e bairros periféricos. Os participantes analisaram também a situação dos vendedores ambulantes e mercados paralelos. No domínio do sector da educação, foram debatidas questões de segurança nas escolas, condições de acomodação dos alunos e conservação das escolas primárias e do I e II ciclos, distribuição de material didáctico e merenda escolar. Neste domínio, o conselho constatou uma redução significativa do número de alunos fora do sistema do ensino, face ao aumento de novas salas de aulas durante o presente ano lectivo.
Relativamente à saúde, tendo em conta que as chuvas já começaram a cair com alguma intensidade, a situação epidemiológica do município, as acções de prevenção, o estado funcional dos centros e postos de saúde e o fornecimento de medicamentos, mereceu atenção dos membros do conselho, que consideraram satisfatório o actual quadro sanitário do município.
No final do encontro, os participantes na reunião do Conselho de Auscultação e Concertação Social da Administração Municipal do Uíge consideraram boas as perspectivas para o ano agrícola 2013/­2014, no âmbito do Programa de Combate à Pobreza, tendo concluído que a direcção da Administração Municipal do Uíge deve continuar a trabalhar com o mesmo dinamismo para atender às exigências da população local. O conselho analisou profundamente a situação do saneamento básico do município e constatou melhorias, mas as preocupações estão relacionadas com a queima de contentores de lixo por pessoas desconhecidas, pelo que foi recomendado à população para se abster desta prática e denunciar os autores dos crimes.
Tendo em conta aos vários problemas que surgem na época das chuvas, o conselho desencorajou os munícipes a efectuarem construções em zonas consideradas de risco e recomendou às autoridades tradicionais para serem os principais fiscais, abstendo-se da prática da venda ilegal de terrenos nas reservas fundiárias do Estado.

Tempo

Multimédia