Províncias

Bairros da zona periférica com mais energia eléctrica

José Bule|Uíge

A Empresa Nacional de Electricidade (ENE) começou esta semana a instalar postes de média tensão nos bairros periféricos da cidade do Uíge que permitem que mais de três mil pessoas beneficiem de electricidade da barragem de Capanda.

ENE realiza trabalho de manutenção
Fotografia: José Bule

O director provincial da ENE disse após a conclusão destes trabalhos são instalados postes de baixa tensão, o que permite diminuir as interrupções no fornecimento de eléctrica nos bairros periféricos da cidade do Uíge.
Pedro Buca afirmou que o projecto, financiado pelo Banco Mundial, inclui 47 postos de transformação de energia (PT) e 700 de iluminação pública em várias artérias da zona periférica.
Os bairros Catapa, Papelão, Quilala, Candombe e Cemitério são os mais necessitados devido ao seu crescimento rápido e desordenado, o que tem prejudicado o trabalho dos técnicos da ENE.
A ENE realiza na capital da província trabalhos de manutenção na rede de baixa tensão e nas linhas de distribuição doméstica de vários bairros do município. Na subestação do Uíge 2 o transformador está a ser substituído por um mais potente destinado a melhorar principalmente o fornecimento de electricidade aos bairros Gai, Papelão, Candombe Novo e Quilala.
A ENE tem o registo de 17.714 consumidores no município do Uíge, 2.013 no Negage, e 945 em Maquela do Zombo.

Tempo

Multimédia