Províncias

Casas sociais na Damba com primeiros ocupantes

António Capitão | Damba

As primeiras 90 casas construídas na Damba, no âmbito do programa de construção de 200 moradias em 14 dos 16 municípios da província do Uíge, foram entregues aos moradores.

Governador provincial fez a entrega das casas e do lançamento de plantação de árvores
Fotografia: Mavitidi Mulaza|damba

O governador provincial do Uíge, Paulo Pombolo, orientou o processo de entrega das casas e de lançamento da campanha de plantação de árvores para a arborização da nova centralidade.
“As casas foram construídas, no quadro das acções de redução do défice habitacional na região, facilitar que os jovens casais tenham a sua casa própria e acomodar de forma condigna os funcionários públicos provenientes de outros pontos da província ou do país”, disse Paulo Pombolo, que informou que as casas são vendidas a quatro milhões de kwanzas cada, pagos   durante um período de 25 anos, mediante o sistema de renda resolúvel.
Este sistema de pagamento das moradias, referiu o governador, visa  facilitar  os beneficiários pois vão pagar um valor módico. “A prioridade é que 30 por cento das moradias sejam reservadas para os jovens funcionários que desejam constituir as suas famílias e viverem num lar feliz.”
Paulo Pombolo apelou aos ocupantes das residências para cuidarem bem dos imóveis, cumprindo rigorosamente com os depósitos mensais correspondentes às rendas estipuladas, para que tais recursos financeiros permitam a construção de mais casas.
Além das moradias, na nova centralidade habitacional da Damba foram feitos arruamentos, instalado um sistema de abastecimento de água potável, geradores de corrente eléctrica e rede de esgotos para as águas pluviais.
O governador provincial do Uíge informou que estão em construção as restantes 110 casas, que  ficam concluídas no próximo ano.

Tempo

Multimédia