Províncias

Centenas de quilómetros de estradas reabilitadas

Nicodemos Paulo | Uíge *

Mais de 800 quilómetros de estradas, entre a sede da província e os restantes municípios do Uíge, foram recuperados desde 2010 até a presente data, o que permitiu a melhoria da circulação rodoviária e de pessoas e bens, revelou na terça-feira o governador provincial.

Programa de recuperação de estradas nos municípios visa facilitar a comunicação na região e permitir o seu desenvolvimento sustentável
Fotografia: Mavitidi Mulaza | Edições Novembro

Paulo Pombolo, que falava à imprensa na abertura oficial das comemorações do centenário, disse que, numa primeira fase, foram recuperadas as vias de 10 municípios, dos 16 existentes na província, afirmando que as restantes serão reabilitadas na segunda fase do programa traçado pelo governo provincial, para facilitar a comunicação na região e permitir o seu desenvolvimento sustentável.
O governador provincial salientou que o programa previa, na primeira fase, a recuperação da estrada que liga a sede da capital do país com a província do Uíge e que a segunda estava reservada à ligação da sede da província aos municípios.
Em relação às vias que ligam as sedes municipais às comunas, previstas para a terceira fase, Paulo Pombolo reconheceu que a crise financeira que assola o país comprometeu o avanço do programa. Apesar disso, lembrou que está em curso na província a reabilitação de outros 430 quilómetros de estradas que vão ligar os 16 municípios.
Face às necessidades urgentes, o governante disse ser importante a descentralização de meios e acções, visando facilitar a implementação de programas a nível da província, pois só assim será possível a execução e a concretização de muitas tarefas. 
“Por exemplo, quando vemos um buraco na via, no centro da cidade, não podemos intervir, por se tratar de uma estrada nacional e que depende das estruturas centrais”, exemplificou.

Sector da Agricultura

O sector agrícola continua a merecer a atenção das autoridades por ser a principal mola impulsionadora para o desenvolvimento económico, afirmou o governador provincial, reconhecendo que a província dispõe de recursos agrícolas, necessitando apenas de investimentos empresariais para se transformar a agricultura familiar em mecanizada, virada para o mercado. “Este é o foco principal para o desenvolvimento da nossa província. Solicitamos aos bancos comerciais a criar linhas de crédito para apoiar os empreendedores que apresentem projectos viáveis, para investirem no sector agro-industrial. Só assim, será possível dinamizar a economia da província”, frisou.
Paulo Pombolo informou que, para o desenvolvimento da província, foram elaborados 37 projectos industriais, que seriam financiados pelo programa Angola Investe, dos quais apenas três foram custeados e estão em execução, enquanto outros aguardam por financiamento. Na província do Uíge, foram licenciados pelo Ministério da Indústria 40 empresários para explorar o pólo industrial do Negage.
O município foi escolhido para acolher as indústrias transformadoras devido à sua localização geográfica e características climáticas.

Casas sociais nos municípios


Um total de 879 residências foi construído e distribuído em 14 municípios, dos 16 que compõem a província, no âmbito do programa habitacional do Executivo, que prevê a construção de 200 fogos por cada município. O governador da província disse que, durante os últimos sete anos, o programa cumpriu apenas a primeira fase de construção de 100 casas por cada município, por falta de recursos financeiros.
Para além da construção de casas sociais para a juventude do bairro Catapa, no município do Uíge, está prevista a construção de mais 500 residências para acomodar as famílias que vivem em edifícios em risco de desabar.
Em relação à centralidade do Quilomosso, Paulo Pombolo informou que estão já concluídos 1.010 apartamentos, dos 4.500 previstos, mas disse que a sua comercialização dependerá da conclusão de infra-estruturas de apoio.
Quanto ao sector da Saúde, o responsável reconheceu os avanços, com a construção de hospitais, centros e postos médicos em quase todos os municípios da província, o que permitiu a cobertura da rede sanitária e melhorar a assistência medica e medicamentosa à população.
No âmbito das festas da cidade do Uíge, a comemorar a 1 de Julho, está prevista a realização de um fórum de negócios, da Feira Agrocomercial e Industrial (Expo-Uíge), a II conferência provincial do desporto, o torneio interprovincial de xadrez e uma partida de futebol entre as velhas guardas do Uíge e os veteranos do clube 1º de Maio de Agualva de Portugal.
O programa reserva ainda uma mesa-redonda sobre o desenvolvimento integrado da província e vários espectáculos músico-culturais.

* Com Angop

Tempo

Multimédia