Províncias

Combate à dengue está mais eficaz

Joaquim Júnior | Uíge

O combate à dengue a nível da província do Uíge vai ganhar outra dinâmica, nos próximos dias, depois de mais de 100 técnicos de saúde terem frequentado uma formação sobre o tratamento da doença.

Técnicos melhor esclarecidos sobre à doença
Fotografia: Mavitidi Mulaza

O coordenador do Programa de Prevenção e Controlo de Vectores, Cani Pedro Jorge, disse que a formação, uma iniciativa da Direcção Nacional de Saúde Pública, enquadra-se nas acções ligadas à vigilância integrada no âmbito da epidemiologia. Cani Pedro Jorge referiu que o vector da doença prefere as águas limpas e vive sobretudo nas áreas peri-domiciliares, com grande ­repouso nas habitações. O coordenador referiu que para as doenças víricas não existe tratamento específico.
Em caso de um paciente estar infectado com a doença e apresente sintomas como febres, vómitos, e outros, a administração dos medicamentos deve ser feita de acordo com os sintomas identificados.
As principais medidas de prevenção da doença, disse o responsável, estão ligadas ao controlo do vector, à substituição regular da água nos reservatórios, à higiene e limpeza, ao saneamento do meio, drenagem das águas estagnadas e charcos.
O uso de mosquiteiros e algumas acções ligadas ao combate do vector adulto, dentro e fora das habitações, através de pulverização, são outras acções que estão a ser desenvolvidas pela instituição.

Tempo

Multimédia