Províncias

Comuna de Quicabo precisa de professores

Edson Fontes | Quicabo e Nicodemos Paulo | Uíge

A comuna de Quicabo, município do Dande, precisa de mais 96 professores, para conseguir enquadrar 444 crianças que se encontram fora do sistema normal do ensino.

As autoridades locais encontram algumas dificuldades em aplicar com eficácia o programa de ensino e aprendizagem
Fotografia: Bulelho Felipe | Uíge

O chefe de secção para a área económica, social e produtiva da Administração Comunal de Quicabo, Arlindo António Lando, revelou que a região tem 112 professores, número insuficiente para as necessidades.
As autoridades encontram alguma dificuldade em implementar com eficácia o programa de ensino e aprendizagem.
"O concurso público que se realizou agora foi para a promoção de professores e não para a admissão de novos técnicos, o que lamentamos", referiu o responsável. A localidade matriculou neste ano lectivo, 3.191 alunos, sendo 2.864 do ensino primário, 253 do primeiro ciclo e 74 do segundo ciclo.
A comuna tem 12 estabelecimentos de ensino, dos quais dez escolas do ensino primário, uma do primeiro ciclo e uma sala anexa do segundo ciclo. Em algumas localidades as escolas são de construção rudimentar, o que dificulta a acomodação dos alunos.
A comuna de Quicabo possui uma população estimada em 25.511 habitantes, maioritariamente camponesa, distribuída por 29 aldeias, numa extensão territorial de 2.872 quilómetros quadrados.

 Empreendedorismo

Responsáveis municipais da Educação, directores das escolas do II ciclo do secundário, inspectores e supervisores do Programa de Alfabetização e Aceleração Escolar do Uíge terminam hoje uma acção de formação de dois dias sobre empreendedorismo.
No seminário, promovido pela Direcção Provincial de Educação, são analisados temas, apresentados por técnicos do Ministério do sector, sobre a preparação e execução de actividade comerciais de forma sustentada, elaboração de planos de negócios, marketing,  vantagens do auto emprego e novas técnicas de alfabetização. O director provincial da Educação, Manuel Zangala, disse que a iniciativa se enquadra no programa do Ministério da Educação de melhoria da qualidade do ensino e a dotar os alunos de competências técnicas profissionais que lhes permitam trabalhar fora da função pública.

Reforça o corpo docente
/>
Um grupo de 310 novos professores reforça o corpo docente no município do Luau, província do Moxico, no próximo ano lectivo, informou o chefe da repartição municipal da Educação. Marcos Manjimela disse que os novos docentes foram apurados entre os 396 candidatos inscritos no último concurso público realizado no mês transacto e vão juntar-se aos outros 314 existentes.

Ano lectivo


Os professores são distribuídos em 29 escolas, num total de 110 salas de aulas.
No presente ano lectivo, foram matriculados 22.878 alunos, da iniciação à nona classe.
O município do Luau está situado 334 quilómetros a leste do Luena, faz fronteira com a República Democrática do Congo e tem uma população estimada em mais de 87.890 habitantes, na maioria camponesa.
O Centro hospitalar da comuna de Cavungo, município do Alto Zambeze, precisa de pelo menos dois médicos especializados em pediatria e medicina geral, disse à Angop a sua administradora, Astrida Mutete Calumbi.

Quadros técnicos

A unidade hospitalar carece também de 15 enfermeiros para se juntarem aos quatro técnicos de saúde.
O Centro atende diariamente 60 pacientes nos serviços de medicina, 80 em pediatria e dez na maternidade, números que ultrapassam a capacidade dos enfermeiros existentes.
“Não temos nenhum médico e só existem quatro enfermeiros”, lamentou, lembrando que os pacientes vêm das comunas vizinhas de Caianda e Lóvua e em caso de gravidade são evacuados para o Hospital Municipal, onde existem médicos.

Outras preocupações


Outra preocupação apresentada é a falta de ambulância bens alimentares para os internados.
O Centro hospitalar tem capacidade de internamento para 40 doentes nos serviços de pediatria, medicina e maternidade e controla dois Postos de Saúde.
Cavungo é uma das nove comunas do município do Alto Zambeze e  dista 62 quilómetros da sede da circunscrição (Cazombo). Conta com uma uma população estimada em mais de dez mil habitantes, na sua maioria camponesa. 

Tempo

Multimédia