Províncias

Construção de infra-estruturas melhora vida da população local

Valter Gomes |Quinvuenga

Os habitantes da comuna de Quinvuenga, província do Uíge, vivem dias melhores. Na localidade, foram construídas residências para albergar os funcionários públicos, centro e postos de saúde, escolas e sistemas de captação, tratamento e abastecimento de água potável.

Técnicos da saúde vão ser bem alojados
Fotografia: Jornal de Angola

Os habitantes da comuna de Quinvuenga, província do Uíge, vivem dias melhores. Na localidade, foram construídas residências para albergar os funcionários públicos, centro e postos de saúde, escolas e sistemas de captação, tratamento e abastecimento de água potável.
O administrador, Pascoal Bula, disse ontem ao Jornal de Angola que a população residente na vila de Quinvuenga já beneficia de energia eléctrica, através de um grupo gerador de boa capacidade. A reabilitação do troço que liga a comuna à sede municipal do Songo, a cerca de 42 quilómetros, constitui um dos principais ganhos alcançados nos últimos 10 anos.
A comuna de Quinvuenga ficou muitos anos isolada do resto da província.
 Ao abrigo do Programa Municipal Integrado de Desenvolvimento Rural, Combate à Fome e à Pobreza foram construídas 31 salas de aula, postos de saúde e oito residências para enfermeiros e professores.
O edifício onde funciona a administração local do Estado foi reabilitado, ampliado e apetrechado. Foi igualmente reabilitado o troço que liga a comuna à localidade de Quitala.
O administrador comunal, Pascoal Bula, lembrou que em 2002 a comuna de Quinvuenga não possuía nenhuma infra-estrutura de realce. Mas sublinhou que dez anos depois os ganhos da paz são visíveis, proporcionando melhores condições de vida à população.
Os agricultores locais produzem uma grande diversidade de alimentos, com destaque para a mandioca, jinguba, banana, café, cana-de-açúcar, batata-doce e rena, feijão, milho e outros.
O administrador comunal referiu que a falta de instrumentos de trabalho, máquinas de lavoura e de tractores com as respectivas alfaias agrícolas contribui para a baixa produção de alimentos.
“Temos dificuldades de quase tudo e os camponeses encontram sérias dificuldades para realizarem a sua actividade”, disse.
Pascoal Bula destacou que a região possui terrenos férteis para o exercício da actividade agrícola e apelou aos camponeses para se organizarem em associações e cooperativas, para que possam beneficiar de apoios do governo e de financiamento dos bancos.
Quinvuenga dista a 42 quilómetros a nordeste da sede municipal do Songo e a 82 quilómetros da cidade do Uíge. A localidade possui 8.500 habitantes.

Tempo

Multimédia