Províncias

Curso de Medicina começa no próximo ano

Nicodemos Paulo |Uíge

A Universidade Kimpa Vita (UNIKIVI) vai, no próximo ano académico, ministrar o curso de Medicina, para suprir a necessidade de quadros que se regista no sector da Saúde na região, avançou ontem o reitor daquela instituição do ensino superior.

Autoridades locais apostam na expansão dos serviços de Saúde para melhorar a assistência médica e medicamentosa nas comunidades
Fotografia: Dombele Bernardo

João Francisco Gaspar, que falava aos funcionários da Universidade Kimpa Vita, entre responsáveis das unidades orgânicas que compõem a instituição, professores e trabalhadores administrativos, disse que já foram assinados os contratos de trabalho com os docentes angolanos que vão assegurar a formação dos futuros médicos.
Os primeiros estudantes do curso de Medicina, num total de 50, já foram seleccionados. O reitor da UNIKIVI lembrou que, recentemente, a universidade colocou no mercado de trabalho mais de 80 enfermeiros licenciados. “Nessa região existem ainda algumas áreas
específicas que requerem a intervenção de médicos”, referiu.
Com mais de oito mil estudantes matriculados no presente ano académico e 333 docentes, o reitor João Francisco Gaspar assegurou que a universidade está em franco crescimento. No domínio científico, a Universidade Kimpa Vita criou uma Fazenda Experimental onde os estudantes do curso de Agronomia realizam estudos agro-pecuários.
João Francisco Gaspar afirmou que os resultados alcançados pela instituição, com a implementação de projectos de incidência e prevalência das doenças infecciosas e poliparasitárias, de estudo das plantas e larvas comestíveis no Uíge e Cuanza Norte, sobre as diferentes espécies de inhame e a frequente troca de experiência com investigadores da Universidade de Dresden (Alemanha) e da África do Sul, são satisfatórios. 
“Foi possível executar projectos importantes mesmo com escassos recursos financeiros, apoiar a investigação científica e melhorar alguns sectores e serviços da universidade. Aliás, com apoio do Governo Provincial do Cuanza Norte foram concluídas as infra-estruturas da Escola Politécnica daquela província, o que irá conferir maior dignidade à comunidade académica”, disse João Francisco Gaspar.
A entrada em funcionamento do senado e a assinatura de protocolos de cooperação com outras universidades, outorga de diplomas aos primeiros licenciados do curso de Direito, a conclusão dos documentos para abertura de novos cursos nas área das engenharias e a implementação de projectos para integração das comunidades que vivem ao redor do Campus Universitário constituem as prioridades definidas pela direcção da Universidade Kimpa Vita para o próximo ano. Para o ano académico de 2016, acrescentou, a Universidade Kimpa Vita, na 7ª Região Académica, que compreende as províncias do Uíge e Cuanza Norte, tem disponíveis 1.040 vagas, distribuídas pelos cursos de Agronomia, Contabilidade e Gestão, Engenharia Informática, Enfermagem, Direito, Economia, Administração Pública, Informática de Gestão, e no curso de Análises Clínicas e Saúde Pública. As inscrições para o ingresso de novos estudantes decorrem de 5 a 23 de Janeiro e os exames de aptidão realizam-se entre 1 e 6 de Fevereiro.

Tempo

Multimédia